A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

23/11/2011 13:07

Mochi nega privilégio e orienta deputados a correr atrás de emendas

Wendell Reis

O líder do Governo na Assembleia Legislativa, deputado Junior Mochi (PMDB), afirmou na manhã desta quarta-feira (23) que nenhum parlamentar tem vantagens por ser da base governista quando o assunto é aprovação de emendas. O deputado acredita que o caminho para a liberação independe do partido e está ligado a visita constante as secretarias.

Mochi revela que as visitas já possibilitaram o atendimento de diversas emendas do ano passado que ficaram como metas e avisa aos colegas que o momento é o ideal para conseguir incluir as emendas, tendo em vista que o Governo está em fase de planejamento. “Se não correr atrás destas afinações o Estado estabelece as suas prioridades”.

Como acontece todos os anos, a expectativa é de que sejam apresentadas em torno de 500 emendas dos parlamentares. Porém, a maioria delas não são atendidas e ficam como metas, sendo aplicadas conforme a disponibilidade. Ontem (22) o relator do orçamento, deputado Antônio Carlos Arroyo (PR), anunciou que o prazo máximo para os deputados apresentarem emendas é 5 de dezembro, para que o projeto seja levado a Mesa Diretora até o dia 12 de dezembro. Até o momento foram apresentadas 30 emendas

Embora o governador André Puccinelli (PMDB) não tenha declarado que vai conceder, Mochi acredita que o valor destinado a emendas deve subir dos atuais R$ 800 mil para R$ 1 milhão, tendo em vista que a solicitação já vem sendo feita desde o ano anterior. Na última quinta-feira (17) o governador assinou convênios para a liberação de R$ 17 milhões em emendas dos parlamentares.

O líder do governo alega ainda que não recebeu nenhuma informação de projeto a ser emplacado pelo Governo Estadual de última hora. Porém, não descarta a possibilidade de uns Refis (Programa de Recuperação Fiscal) ou da inclusão de reajuste para alguma categoria.

Assembleia vota Orçamento de R$ 14,4 bilhões de 2018 na terça-feira
O Orçamento de R$ 14,4 bilhões do Governo de Mato Grosso do Sul para 2018 passará pela votação em segunda discussão na terça-feira (19) na Assembleia...
Temer diz que adiamento da reforma da Previdência foi 'ótimo' para ganhar votos
O presidente Michel Temer procurou mostrar otimismo ao falar sobre a reforma da Previdência ao dar posse ao deputado federal Carlos Marun (PMDB-MS) c...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions