A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

01/05/2016 10:46

Movimentos sociais protestam contra "golpe" à classe trabalhadora

Lideranças fazem discurso contra o processo de impeachment

Leonardo Rocha e Guilherme Henri
Protesto ocorre em frente ao Relógio Central, entre as Avenidas Afonso Pena e Calógeras (Foto: Marcos Ermínio)Protesto ocorre em frente ao Relógio Central, entre as Avenidas Afonso Pena e Calógeras (Foto: Marcos Ermínio)
Eles fazem críticas aos deputados de MS que votaram a favor do impeachment (Foto: Marcos Ermínio)Eles fazem críticas aos deputados de MS que votaram a favor do impeachment (Foto: Marcos Ermínio)

Integrantes de movimentos sociais realizam protesto neste domingo (01), em frente ao Relógio Central de Campo Grande, que fica entre as Avenidas Afonso Pena e Calógeras. Eles dizem que se trata de uma ação "contra o golpe a classe trabalhadora", citando o processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT), que está em andamento no Congresso Nacional.

De acordo com o presidente regional da CUT (Central Única do Trabalhador), Genilson Duarte, o protesto conta com os movimentos sociais, partidos de esquerda e sindicatos. "Com este (processo) impeachment no Congresso os direitos dos trabalhadores conquistados durante muito tempo, estão ameaçados", disse ele.

Segundo a organização, o evento conta com a participação de 200 pessoas, tendo um carro de som onde as lideranças se revesam para usar o microfone e fazer os discursos. Eles afirmam que a intenção é alertar a população sobre as consequências deste "golpe em curso".

Além de faixas e cartazes com críticas ao presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), também foram feitos bonecos com fotos dos deputados de Mato Grosso do Sul que votaram a favor do impeachment. Segundo a organização, no final do evento, estes (bonecos) serão queimados, em um ato de protesto.

O vereador Marcos Alex (PT) ressaltou que tanto seu partido, como os movimentos sociais não vão deixar de alertar as pessoas, sobre a situação do país. "As pessoas não vão sair das ruas, iremos falar sobre este golpe em curso contra a classe trabalhadora".



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions