A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

21/01/2011 17:13

MPE decide até fim do mês se pedirá quebra de sigilos da Assembleia

Marta Ferreira

Membros da Comissão Especial de Acompanhamento das Investigações, criada no ano passado pela OAB (Ordem dos Advogados do Brasil), para acompanhar a apuração da denúncias de corrupção envolvendo os três Poderes em Mato Grosso do Sul, se reuniram na tarde de quinta-feira (20) com o procurador de Justiça, Belmires Soles Ribeiro e com a promotora Cristiane Mourão Leal, designados para apurar as denúncias. Durante o encontro, os integrantes da comissão, pediram providências urgentes do Ministério Público Estadual a respeito da quebra do sigilo bancário da Assembléia Legislativa de Mato Grosso do Sul.

A OAB informou que, de acordo com o Ministério Público Estadual, a documentação apresentada pela Assembléia será analisada e catalogada até o final deste mês de janeiro de 2011, quando será deliberado sobre o pedido de quebra do sigilo da Assembléia Legislativa. “Nosso próximo encontro com o MPE está programado para o início do mês de fevereiro”, disse o advogado e secretário da Comissão, Marco Antônio Castello.

Segundo a OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) divulgou, na reunião foram tratados vários assuntos relativos ao escândalo de corrupção desencadeado pelas declarações do deputado estadual Ary Rigo, em um vídeo gravado durante a Operação Uragano. “Sem a quebra do sigilo bancário da Assembléia, não chegaremos a lugar algum” assegurou Marcelo Barbosa Martins, membro da comissão. O conselheiro da OAB e também membro da comissão Jully Heyder da Cunha Souza argumentou que “este é um passo inevitável e importante no processo de investigação, e deve ser dado agora”.

Esta é a segunda reunião da Comissão da OAB/MS com o relator do inquérito este ano. “Esperamos que o Ministério Público compreenda o anseio da sociedade por medidas concretas neste processo de investigação, e apresente uma resposta rápida a este pleito”, afirmou Gustawo Adolpho Tolentino, outro membro da comissão que também é conselheiro seccional da OAB.



Já disse o ex-presidente Charles de goule":Que esse País é de brincadeira".
 
Paulo Celestino Alves de Oliveira em 25/01/2011 10:48:04
" Eu também não acredito,apesar de reconhecer que temos bons promotores que vá se pedir quebra de sigilo das contas da assembleia" Primeiro por que não a cela suficiente para tanta gente em MS.
 
jorge silva em 25/01/2011 03:14:59
Tá na cara que o MPE não vai pedir quebra de sigilo nenhuma. Tá todo mundo no mesmo barco, inclusive o judiciario. Uma vergonha!
 
João Omar de Figueiredo em 21/01/2011 05:39:25
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions