A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

09/05/2014 14:57

Na reta final para inscrições começa articulação de chapas para a OAB-MS

Josemil Arruda
Grupo de Alexandre Bastos se mobiliza para inscrever chapa até dia 16 (Foto: arquivo)Grupo de Alexandre Bastos se mobiliza para inscrever chapa até dia 16 (Foto: arquivo)

Começam as articulações para formação de chapas para concorrer à eleição suplementar da seccional sul-mato-grossense da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-MS). Há, por enquanto, a expectativa de que apenas duas chapas se inscrevam, uma aliada ao atual presidente Júlio Cesar Souza Rodrigues e outra da oposição. O prazo para inscrição das chapas termina na sexta-feira da semana que vem (16).

Embora autorizados pela decisão do Conselho Federal da OAB que convocou a eleição suplementar, ainda não há perspectiva de os líderes da “renúncia coletiva”, que ocorreu no dia 21 de março, participarem da eleição. “É difícil pra gente lançar candidato. Voltar para lá para ficar junto do Júlio é concordar com o que ele está fazendo. Ainda não temos orientação nem para votação. Isso que é o entrave. Tivemos algumas conversas, mas não encaminhou nada”, informou Jully Heyder, ex-secretário adjunto da OAB-MS.

Por enquanto, apenas o oposicionista Alexandre Bastos tem a convicção de que seu grupo vai inscrever chapa para disputar 56 cargos, sendo quatro de Diretoria (vice-presidente, secretário-geral, secretário-geral adjunto e diretor-tesoureiro); 13 membros titulares e 32 suplentes para o Conselho Seccional; quatro conselheiros federais; e 3 membros para compor a Diretoria da Caixa de Assistência dos Advogados. “Nós decidimos participar da eleição e fazer aliança com a oposição, mas não com dissidentes que renunciaram”, informou Bastos.

Apesar da intenção de Alexandre Bastos de cooptar apoio do restante da oposição para sua chapa, não se vê grande entusiasmo do grupo do ex-presidente Wladimir Rossi Lourenço de participar da eleição da OAB-MS marcada para 16 de junho. Bastos tem buscado conversações com o grupo de Wladimir e de outros líderes oposicionistas. “Estamos conversando com o pessoal do Wladimir Rossi, do Marco Túlio”, declarou.

Quanto ao grupo ligado a Júlio Cesar, as informações são ainda desencontradas. Há quem aposte que o conselheiro José Belga estaria querendo montar chapa aliada ao Júlio. Outros avisam que percebem articulações em torno de Lázaro Júnior.

Na eleição do final de 2012, três chapas disputaram os cargos da OAB-MS, uma comandada por Júlio Cesar, outra por Marco Túlio e a terceira por Alexandre Bastos. A maioria dos advogados que apoiaram Júlio e o levaram à vitória migrou para a oposição depois que ele fez tratativas contratuais com o então prefeito Alcides Bernal para elevar o índice do ICMS de Campo Grande. O principal motivo dessa rejeição é o fato de haver possibilidade de tráfico de influência, já que Bernal, como advogado, responde a processos éticos na OAB-MS.

 

 



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions