A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

30/12/2012 10:21

Nelsinho se despede pensando na disputa para governador

Na próxima terça-feira o prefeito Nelson Trad Filho passa o cargo para Alcides Bernal. Em entrevista ao Campo Grande News, ele fala sobre sua administração nos últimos oito anos e também analisa os motivos do fracasso do PMDB nas últimas eleições em Campo Grande

Carlos Martins
Depois de oito anos à frente da prefeitura, Nelsinho Trad diz que sai com sentimento do dever cumprido (Foto: Rodrigo Pazinato)Depois de oito anos à frente da prefeitura, Nelsinho Trad diz que sai com sentimento do dever cumprido (Foto: Rodrigo Pazinato)

Apontado como o principal nome do PMDB para disputar o governo do Estado em 2014, o prefeito de Campo Grande, Nelson Trad Filho, deixa o comando da prefeitura de Campo Grande com o sentimento do dever cumprido. A partir da próxima terça-feira, 1º de janeiro, depois de passar o comando do Executivo para Alcides Bernal (PP), eleito em outubro passado, Nelsinho Trad, como é mais conhecido, inicia uma nova missão: percorrer o Estado para conhecer mais de perto a realidade do povo sul-mato-grossense e, assim, pavimentar seu caminho para suceder o governador André Puccinelli.

Em entrevista ao Campo Grande News, concedida em uma sala da Casa Engenheiro Carlos Mônaco, na Esplanada Ferroviária, Nelsinho discorre sobre o trabalho realizado frente ao executivo nos últimos oito anos, das obras feitas e das que estão em andamento e também dos próximos projetos que cabem ao futuro prefeito executar. Fala, ainda, do reconhecimento obtido pela eficiência da gestão, e, também, de sua maior decepção: companheiros, que eram considerados fiéis, abandonaram sua administração para se aventurar em outros projetos, “que acabaram culminando com o que nós estamos assistindo hoje”.

Ele diz, também, que o candidato que concorreu às eleições pelo PMDB não defendeu sua administração. “Não se pode entrar numa eleição com um nível de aprovação e aceitação como nós estávamos no período eleitoral sem ter um candidato que defendesse a administração. Nós não tínhamos um candidato com a identidade da administração. Essa foi uma falha que eu me penitencio até hoje”, diz o prefeito. O candidato que concorreu às eleições pelo PMDB foi o deputado federal Edson Giroto.

Mas Nelsinho também demonstra a satisfação de chegar ao final de dois mandatos com índice de aprovação acima de 80% por cento. Ele diz que a maior alegria, é “chegar ao final e olhar para quem quer que seja e dizer: eu consegui”. Na entrevista, Nelsinho fala, ainda, sobre a retomada de sua profissão, que irá conciliar com a atividade política, e de sua atuação junto com seu grupo político. “Vou estar atento a todas as movimentações. Espero que tudo possa transcorrer dentro de uma lisura, de uma ética, que não venha a macular nossa imagem. Porque a cada ação que tiver no sentido de nos prejudicar, pode ter certeza que vai ter uma reação”.

Médico, formado pela Universidade Gama Filho, do Rio de Janeiro, Nelsinho Trad iniciou sua carreira política como diretor adjunto do Previsul (Instituto de Previdência do Estado de Mato Grosso do Sul) no governo Pedro Pedrossian. Eleito três vezes vereador (92, 96 e 2000), ele presidiu a Câmara no biênio 2001/2002 e elegeu-se deputado estadual em 2002. Em 2004 disputou a prefeitura e foi eleito no primeiro turno com 213 mil votos. Em 2008, foi reeleito com mais de 288 mil votos.

Acompanhe, a seguir, a entrevista com o prefeito Nelsinho Trad.

Nós não tínhamos um candidato com a identidade da administração (Foto: Rodrigo Pazinato)"Nós não tínhamos um candidato com a identidade da administração" (Foto: Rodrigo Pazinato)

Campo Grande News - Dia 1º de janeiro, na próxima terça-feira, o senhor passa o comando da prefeitura. Sentimento do dever cumprido?

Nelson Trad Filho - É verdade. A gente conseguiu trabalhar em diversas áreas em nossa cidade. E há indicadores altamente positivos em diversos setores. Indicadores esses respeitados que balizam as grandes referências do Brasil. Então, nós saímos com o sentimento do dever cumprido.

Campo Grande News - O que o senhor queria ter feito nesse período e não conseguiu?

Nelsinho Trad - O PAC [Programa de Aceleração do Crescimento] da mobilidade urbana. Eu gostaria de ter executado esse projeto. Projeto que nasceu em 2007 na minha primeira gestão, ocasião em que o diretor-presidente da Agetran [Agência Municipal de Transporte e Trânsito] era o secretário Lanteri [Carlos Alfredo Lanteri] e que foi aperfeiçoado e concluído na gestão do Rudel [Trindade]. Foi aprovado com louvor pelos técnicos de Brasília e eu gostaria de ter implantado porque eu participei ativamente na sua concepção.

Campo Grande News - Quais foram os entraves para a execução do projeto dentro da sua gestão?

Nelsinho Trad - A burocracia de Brasília para liberar os grandes projetos fez com que ele fosse detalhado, até mesmo porque eles estavam esperando definição das cidades sedes da Copa do Mundo [em 2014]. Campo Grande ficou fora [da Copa], e mesmo assim a gente conseguiu emplacar esse projeto pelo elogio técnico que ele teve. Está praticamente pronto, falta concluir algumas exigências para iniciar.

Campo Grande News – O senhor se refere ao projeto dos 180 milhões de reais para a construção dos 12 corredores exclusivos urbanos com 54 quilômetros de extensão e mais três terminais. Em relação ao projeto até agora a prefeitura cumpriu com todas as exigências.

Nelsinho Trad - Tudo o que a gente pode fazer para encaminhar as coisas, a gente fez. Não há nada que não possa ser devidamente conduzido por quem vai entrar. Ai precisa trabalho, equipe, competência e muita competência, para poder tocar tudo aquilo que se iniciou.

Campo Grande News - E importante seguir à risca todos os prazos estabelecidos pelo cronograma para não correr o risco de perder os recursos.

Nelsinho Trad – Exatamente. Eu passei isso, inclusive, para o prefeito eleito [Alcides Bernal], a normatização do Ministério das Cidades. Ele já está ciente, e haverá de ter a tranquilidade necessária para poder conduzir esta questão dentro do prazo legal.

Eu gostaria de ter executado o PAC da mobilidade urbana (Foto: Rodrigo Pazinato)"Eu gostaria de ter executado o PAC da mobilidade urbana" (Foto: Rodrigo Pazinato)

Campo Grande News - Qual foi sua maior alegria nestes oito anos de governo?

Nelsinho Trad - Ter conseguido chegar até o fim com o sentimento do dever cumprido e com índice acima de oitenta por cento de aprovação. Essa foi minha maior alegria. É você chegar ao final e olhar para quem quer que seja e dizer: eu consegui.

Campo Grande News - E qual foi sua maior decepção?

Nelsinho Trad - A decepção, ela veio oriunda dessa última eleição, onde fiéis, entre aspas, companheiros, abandonaram, sem uma justificativa coerente, a nossa administração para se aventurar em projetos que acabaram culminando com o que nós estamos assistindo hoje. E o futuro dirá se isso valeu à pena, ou não.

Campo Grande News - Sua administração, muito bem avaliada, com tudo para emplacar o sucessor, e acontece esse revés.

Nelsinho Trad – Uma coisa eu aprendi. Não se pode entrar numa eleição com um nível de aprovação e aceitação como nós estávamos no período eleitoral sem ter um candidato que defendesse a administração. Isso faltou, claramente. Nós não tínhamos um candidato com a identidade da administração. Essa foi uma falha que eu me penitencio até hoje. Falo porque quando fui candidato, eu fui defendendo uma administração, um projeto, uma ideia, e isso me deu condição de poder rebater a altura a qualquer critica advinda do processo eleitoral. Nessa eleição a gente sentiu que faltou isso. O candidato que nós estávamos apoiando não tinha uma defesa mais apurada de tudo aquilo que nós realizamos

Campo Grande News - Adversários diziam que as últimas administrações fizeram grandes obras e esqueceram do povo, principalmente na área da saúde, com falta de médicos em postos de saúde, por exemplo. Faltou uma defesa mais veemente?

Nelsinho Trad - Faltou. Faltou mais conhecimento, mais propriedade para poder defender tudo aquilo que fizemos e fomos reconhecidos por ter feito. A partir do instante que não se tem esta defesa, várias mentiras faladas muitas vezes acabam virando verdade. Isso virou uma verdade no subconsciente das pessoas. Essa ficha uma hora vai cair e aí a gente vai ver quem estava com a razão.

Campo Grande News - O prefeito eleito Alcides Bernal, que assume na terça-feira, tem enfrentado dificuldades no relacionamento com a Câmara Municipal. É o IPTU, cujo projeto enviado pelo senhor previa reajuste de 5,31% para terrenos e recebeu emenda reduzindo a alíquota para zero, o que pode significar R$ 12 milhões a menos para o próximo ano. E teve também a redução da suplementação orçamentária de 30% para 5% (acima disso tem que ser discutido com o Legislativo). Essa falta de sintonia pode travar os projetos do Executivo?

Nelsinho Trad - Não se consegue ter uma administração de sucesso se não tiver harmonia com a Câmara Municipal. Pode largar qualquer prioridade para trás e foca nessa prioridade. Porque a Câmara é fundamental para você poder tocar adiante seus projetos. Essa observação eu passo porque já pertenci ao Legislativo e ao Executivo e tenho a legitimidade de assim o fazer.

Campo Grande News - O senhor enfrentou algum problema com a Câmara nestes oito anos?

Nelsinho Trad - Não tive nunca nenhum problema. Sempre inseri a Câmara nas discussões e a Câmara sempre teve um papel muito importante nos encaminhamentos de tudo o que a gente fez, inclusive participando ativamente da execução de projetos.

Campo Grande News - Como tem sido as conversas com o prefeito eleito Alcides Bernal?

Nelsinho Trad - Tive várias reuniões com ele e terei outras até entregar a prefeitura. Isso é normal, tem demandas que o preocupam e que deve preocupar e ele precisa ficar a par de todas estas questões para não ter nenhum problema. Já me coloquei à disposição para ajudá-lo no que for preciso, mas só vou se for chamado. Não tenho nenhum constrangimento de fazer esse auxilio. Temos conversado, ele tem dividido algumas angústias comigo, que é natural ele ter estas angústias, principalmente no momento em que ele está atravessando. E eu tenho procurado aconselhá-lo naquilo que eu sinto o dever de fazer.

Campo Grande News – A administração Nelsinho Trad foi reconhecida ao longo dos oito anos pela eficiência na gestão e isso rendeu 42 prêmios concedidos por entidades de renome nacional.

Nelsinho Trad - É importante você ter o reconhecimento do seu trabalho, principalmente por entidades que não estão envolvidos no dia a dia, no calor da discussão, no envolvimento, até de coração, das ações que você faz. Não há nenhuma tendência partidária nestas instituições. E quando você vê isso acontecer é sinal que realmente você está fazendo algo de bom. E eu quero dividir toda essa conquista com nossa equipe de trabalho. A gente sempre teve uma equipe coesa, unida, que viveu momentos difíceis juntos, que superou estes momentos difíceis e fez com que a gente pudesse chegar até aqui, orgulhando a todos, a mim, que os tive como auxiliares, e a eles, que me tiveram como chefe.

Campo Grande News - Um dos prêmios, concedido pelo Sebrae, resultou em uma viagem no início do mês a Londres onde o senhor fez palestras relatando sua experiência na administração.

Nelsinho Trad – Primeiro, que eu fui numa cidade milenar e quando você vê o nome da tua cidade em uma placa indicativa e você, proferindo uma palestra, representando a tua cidade e o teu País, num continente europeu, numa cidade de primeiro mundo, com várias pessoas sentadas, com fone de ouvido - por causa da tradução - te ouvindo, prestando atenção naquilo que você fez, eu tive um sentimento de orgulho muito forte e a certeza de que eu cumpri com minha missão. Só de eles ficarem anotando, copiando, pegando e-mail, copiando a palestra em pen drive, teve uma fila que se formou pro cara copiar a palestra em um pen drive, isso pra nós é motivo de orgulho muito grande.

Campo Grande News - O senhor já tinha feito palestras em Portugal e na Espanha.

Nelsinho Trad – Sim, e nasceu daí um convite do Sebrae para que a gente possa o ano que vem percorrer o Brasil, levando essas nossas experiências empreendedoras.

Não se consegue ter uma administração de sucesso se não tiver harmonia com a Câmara Municipal (Foto: Rodrigo Pazinato)"Não se consegue ter uma administração de sucesso se não tiver harmonia com a Câmara Municipal "(Foto: Rodrigo Pazinato)

Campo Grande News - Os seus últimos antecessores, Lúdio Coelho, Juvêncio da Fonseca e André Puccinelli, saíram da prefeitura e assumiram o Senado, os dois primeiros, e Puccinelli o governo do Estado. Seguindo essa tradição, seu caminho natural é o Senado ou o governo do Estado?

Nelsinho Trad - O meu caminho natural é o Executivo. Estou pronto para poder atender ao chamamento do meu grupo político para poder representar esse grupo na condição de candidato ao governo do Estado.

Campo Grande News - Recentemente o governador André Puccinelli falou que o senhor é o candidato natural, embora também se comente o nome da vice-governadora Simone Tebet.

Nelsinho Trad - A Simone é um excelente quadro, capacitada, gabaritada. Detém um espólio ético, de honra e de berço muito significativo. Tem uma tradição e é a atual vice-governadora.

Campo Grande News – O nome dela poderia compor uma chapa?

Nelsinho Trad - Qualquer composição na política com pessoas desse quilate sempre é bem-vinda para ser avaliada. Mas eu penso que ainda é cedo para especulações, mas ela é um quadro excelente para qualquer composição.

Campo Grande News - O senhor tem conversado com o governador e embora ele diga que ainda é cedo para discutir o assunto, acha que ele disputa o Senado?

Nelsinho Trad - Eu penso que sim. Ele tem trabalhado para isso. E ele não vai ter alternativa, até porque vai haver um chamamento muito forte por parte do partido e da própria população para que ele parta para ser candidato ao Senado. E vai ajudar muito a chapa que ele compor. Quem apostar num fracasso do André pode ter certeza que está apostando errado.

Campo Grande News - Para as próximas eleições, como o senhor vê hoje o desenho político, com o PP tendo conquistado a prefeitura de Campo Grande podendo se articular com outros partidos, como o PSDB, o PT.

Nelsinho Trad - Eu penso que é uma incógnita o que vai acontecer daqui para frente. Há uma incerteza pairando entre a classe política até pela forma como está se conduzindo todo esse processo. Muito mistério, pouca revelação. E tudo o que se cerca dessas circunstâncias leva a uma interrogação muito grande. Nem mesmo os aliados do prefeito eleito, que agora você citou, podem fazer um prognóstico do que vai ser do futuro. Só o tempo poderá nos responder isso com o andar dessa carruagem.

O meu caminho natural é o Executivo. Estou pronto para atender ao chamamento do meu grupo político  (Foto: Rodrigo Pazinato)"O meu caminho natural é o Executivo. Estou pronto para atender ao chamamento do meu grupo político" (Foto: Rodrigo Pazinato)

Campo Grande News - O senhor voltou de Londres e iniciou uma maratona de inaugurações de obras com mais de 50 no pacote. É uma satisfação encerrar o mandato entregando obras para a população.

Nelsinho Trad - É verdade. A gente está concluindo esse processo inaugurando inúmeras obras e deixando um relatório daquelas que ficaram para serem ainda administradas na certeza de que elas serão. O que não pode é você ter iniciado um investimento público de determinada obra e ela for abandonada. Situação essa que a gente não vê há muito tempo aqui. Logo que a gente entrou e que o André também entrou, tinha várias obras abandonadas. Ora pelo governo Wilson [Martins], ora pelo governo Pedro [Pedrossian], ora pelo governo Zeca [Zeca do PT] e nós conseguimos deixar para trás aquela máxima de que só porque “não foi alguém do teu lado que fez, desde o inicio, eu não vou concluir”. Nós encaramos como obras com o dinheiro público e resolvemos terminar todas e assim foi feito.

Campo Grande News – Quais as obras que estão em andamento que ficam para o próximo prefeito concluir?

Nelsinho Trad - São algumas obras que deverão ser concluídas pelo futuro prefeito. São obras na área de saúde, que são as Unidades Básicas de Saúde da Família, as Unidades de Pronto Atendimento, obras na área de Educação, que são os Ceinfs [Centros de Educação Infantil do programa Pró-Infância] e duas escolas. Obra na área de Cultura, que é o Centro Municipal de Belas Artes, obras na área de infraestrutura que são os PACs, tanto o PAC 2 que é a continuidade dos projetos do PAC 1, quanto ao PAC Social que são duas praças. Obras que vão melhorar muito o dia a dia das pessoas. E que basta apenas uma gestão eficiente por parte de quem for entrar para poder concluir e cumprir com sua missão.

Campo Grande News - Também tem recursos previstos para asfaltamento e drenagem em cerca de 900 quilômetros de vias.

Nelsinho Trad - Conseguimos uma linha de crédito do governo Federal denominado de PAC 3 [valor de R$ 896 milhões], vamos assim dizer, em que se tem a oportunidade de asfaltar os bairros, lindeiros, vizinhos onde teve intervenção do PAC. Onde a gente fez no Imbirussu e no Cerradinho, Lagoa, o Cabaças, o Taquaral e o Segredo. Nós aproveitamos essa linha de crédito e cadastramos vários bairros que margeiam onde foram feitas estas obras de infraestrutura. O pré-projeto foi aprovado. A gente sabe que é uma briga pra poder cravar ele todo e espero que o próximo prefeito, assim como brigou para virar prefeito, que brigue por estes projetos para poder emplacar na cidade

Campo Grande News – Depois de 18 anos o lixão foi fechado.

Nelsinho Trad - E um problema grave que a cidade tinha e conseguimos resolver. Foi muito importante essa conquista e que ela possa ser aperfeiçoada com a implantação efetiva da usina de processamento de lixo. Que traga uma vida digna aos catadores, que eles possam dali tirar seu sustento.

Campo Grande News - Os catadores entenderam que a medida poderá beneficiá-los?

Nelsinho Trad - Já entenderam. Há uma harmonia de 95 por cento deles, que reconheceram que esta é a melhor alternativa, melhor caminho, e estamos trabalhando para solidificar isso

Vai me enriquecer e muito porque eu vou conhecer a realidade do interior, diz Nelsinho, sobre visitas que deve iniciar aos municípios do interior  (Foto: Rodrigo Pazinato)"Vai me enriquecer e muito porque eu vou conhecer a realidade do interior", diz Nelsinho, sobre visitas que deve iniciar aos municípios do interior (Foto: Rodrigo Pazinato)

Campo Grande News - Terminado o mandato, como será sua atuação política?

Nelsinho Trad - Vou estar atento a todas as movimentações. Até porque eu espero que tudo possa transcorrer dentro de uma lisura, de uma ética, que não venha a macular nossa imagem, os nossos procedimentos, a nossa equipe, os órgãos que tiveram a responsabilidade de nos fiscalizar, no caso o Ministério Público, o Tribunal de Contas, a própria Câmara Municipal, e orientar a minha base que tenho dentro da Câmara Municipal. Porque a cada ação que tiver no sentido de nos prejudicar pode ter certeza que vai ter uma reação, porque nós não construímos esse patrimônio político em cima de uma estrutura frágil. Pelo contrário, nos temos fieis seguidores, partícipes que foram da construção de todo esse projeto.

Campo Grande News - O senhor tem um capital político a preservar.

Nelsinho Trad – E verdade, e da mesma forma que assim coloquei reafirmo a disposição destes aliados de contribuírem dentro de uma visão de futuro de progresso, de avanço para a cidade.

Campo Grande News - O senhor foi professor na Uniderp. Vai voltar à vida acadêmica?

Nelsinho Trad - Eu fui convidado para que possa retornar. Vou procurar verificar as condições que isso vai me ocupar e terei maior orgulho e honra de poder servir àquela instituição. Porque dali sai os futuros profissionais da saúde que vão estar à frente do atendimento das pessoas.

Campo Grande News – O senhor retoma as atividades no consultório?

Nelsinho Trad - Vou retomar as atividades no meu consultório atendendo a um conselho que meu pai [Deputado Nelson Trad, já falecido] sempre me deu: não seja nunca um político profissional, mas sim um médico que está emprestando seu dom para a atividade política.

Campo Grande News – Pretende fazer cursos de atualização?

Nelsinho Trad – Devo fazer. Devo me reciclar. Já tem colegas dispostos a me ajudar nesse caminho e vou procurar me atualizar, sim, na Medicina, para poder prestar um atendimento de qualidade às pessoas que vão me procurar.

Campo Grande News – Comentou-se que o senhor também vai montar um escritório político.

Nelsinho Trad - Isso vou fazer porque não quero misturar a atividade médica com a atividade política. Nunca fiz isso. E vou sim procurar montar um escritório para separar os atendimentos. Política num determinado período do dia, medicina no outro período. Separadamente.

Campo Grande News - Está se preparando para iniciar visitas ao interior?

Nelsinho Trad - Vários prefeitos já entraram em contato comigo solicitando que a gente fosse aos seus municípios para poder fazer palestras, pra poder levar nossa experiência da administração de Campo Grande e assim nós vamos fazer.

Campo Grande News – É importante porque deixa o senhor próximo das bases e pavimenta o caminho para 2014.

Nelsinho Trad - Vai me enriquecer muito porque eu vou conhecer a realidade do interior. Isso é importante porque dentro da minha humildade eu reconheço que preciso me aperfeiçoar nessa questão, pois eu fiquei muito centrado em Campo Grande. Eu me dediquei de corpo e alma à administração da Capital e preciso conhecer uma realidade diferente no interior.

Campo Grande News - Para finalizar. Logo vamos iniciar um novo ano, deixe aqui suas despedidas.

Nelsinho Trad - Quero agradecer a todos que compõem essa equipe do Campo Grande News, dizer que vocês sempre se pautaram pela notícia séria, ética, responsável. Desejar sucesso a vocês nessa empreitada. Cumprimentar a todos os leitores, desejar a eles um bom ano de 2013 e me despedir com o sentimento nobre, que todo grande homem deve ter que é o sentimento da gratidão, que é a mãe de todas as virtudes. Muito obrigado a todos.

Reforma da Previdência deve ser votada na semana que vem, diz Meirelles
A reforma da Previdência deve ser votada na semana que vem, de acordo com o ministro da Fazenda Henrique Meirelles. A declaração foi dada na noite de...
Quanto mais reforma demorar, mais dura será correção, diz ministro
Caso o governo não consiga aprovar a reforma da Previdência ainda este ano, conseguirá em 2018, disse hoje (11) o ministro do Planejamento, Dyogo Oli...


nada na vida se faz com ódio! temos que saber perder e sermos humildes em reconhecer onde erramos olhar mais para os assalariados e humildes da nossa cidade.
 
osvaldo willian dsa silva em 31/12/2012 16:34:26
Essas pessoas que estão criticando não deve morar em Campo Grande ou são ignorantes e cegos. Dizer que CG está um caos, que não fez nada, ninguém merece ler tanta asneira. O Nelsinho seguiu o mesmo caminho que o André, se ele não fosse bom, competente, não teria ido a Londres divulgar sua administração, não teria ganho 42 premios pela gestão com eficiência. Olha pessoal, se não tem o que falar e não quer reconhecer o que o Nelsinho fez, fica calado, não fala nada, é mais decente. Toda administração tem acertos e erros, como todo chefe de familia erra e acerta, então "boca fechada não entra mosca". E o lixão.... fez certo!!!! aquilo é um perigo para os bairros próximos e toda a cidade, o problema é que a minoria dos catadores, tem criticar e fazer baderna. Mais uma vez Parabéns Nelsinho.
 
Cristiane de Oliveira em 31/12/2012 12:51:20
População ignorante, não sabe reconhecer o que de bom foi feito, a cidade é uma das melhores do pais para se viver, muito foi feito, somente saido para outros estados e cidades para saber o quanto ´´e bom morar aqui, taxa de inspeção veucular ja existem em outras cidades a mais de 10 anos, isso chegaria aqui um dia, salario minimo como disseram em outros comentarios, não depende dele, saúde, tem muito a melhorar mas posso dizer que é um exemplo no brasil, em outras cidades nem sequer vc consegue acesso, aqui ainda vc consegue acesso, quanto ao lixo na rua 21 que a colega postou, se entupiu minha senhora e pq vc jogou lixo na rua ele nao tem culpa do povo ser mal educado de jogar lixo na rua e nos corregos, td e reflexo de nossas atitudes. Vamos ver o bernal vamos ver quero ver de camarote.
 
Andre marcel em 31/12/2012 11:34:31
Uma palavra com 15 letras traduz a sua administração frente à prefeitura: Congratulations futuro governador de Mato Grosso do Sul.
 
Evarzinho Martins Filho em 31/12/2012 11:08:00
sr.arteman (homem art), se existem pessoas "burras" como o senhor diz, com certeza não é culpa delas (pelo menos a grande maioria). tenho certeza que o sistema e políticos mal intencionados, contribuem para que a educação no brasil seja a responsável por esta anomalia educacional. mas, o senhor pode ter certeza, que, existem muitas pessoas sem grande instrução, que possuem mais virtude e caráter que muitos escolados em universidades e afins. dinheiro, status social, diploma e arrogância não servem de nada sem um olhar fraternal e humilde. quanto aos políticos, deveria haver um dispositivo limitando sua jornada na administração pública. que seja dois mandatos, isso basta. restringindo o olho gordo daqueles que almejam mais e mais poder. obrigado.
 
claudio campelo em 31/12/2012 10:50:11
Parabéns nelsinho sua admistração foi ótima, é difícil agração toda a uma população mais você agiu com responsabilidade, compromisso que nós moradores desta linda Capital depositamos a confiança em você.
 
camila dussel em 31/12/2012 10:44:42
Chega a ser engraçado como as pessoas que criticam o ainda prefeito desta cidade não sabem nem ao menos escrever, pessoas burras fazem escolhas burras, que essas pessoas com o Bernal tenham o governo de merca que merecem assim como fizeram ao votar nele e jogar o voto no lixo.
 
Alex Sandro Arteman em 31/12/2012 10:13:11
Eu moro a 16 anos numa vila e nunca foi feito nada, que não seja remendar os buracos; o meu dinheiro do IPTU foi feito o que ao redor de minha casa ? Que o que vem seja melhor
 
luiz alves em 31/12/2012 09:14:28
Prefeito eu poderia te agradecer pelas obras executadas em minha cidade, mas para mim o sr, não fez mas do que sua obrigação como um administrador público. Mas aqule impostinho veícular enfiado guéla abaixo eu não vou esquecer na proxima eleição para Governador.............
 
Eramilto Albuquerque Lara em 31/12/2012 09:01:50
Sr. Prefeito - saudações BOTAFOGUENSES!
Parabéns por ter conseguido chegar até o fim com o sentimento do dever cumprido.
Hoje temos uma cidade boa para se viver, temos tranquilidade dia-a-dia (em relação a outras cidades), as vezes as pessoas falam mal porque não conhecem ou não querem saber saber de nada, preferem ser pessoas negativas, preferem ignorar que a cidade cresceu, que a administração promoveu melhorias na qualidade de vida, etc., mas tudo isso um dia vai passar e essas criaturas irão reconhecer o trabalho de um grande homem/prefeito. PARABÉNS!.
 
Naria f. Silva em 31/12/2012 08:33:38
Prezado Prefeito Nelsinho.
Somente o despeito poderá tentar fazer sombra para encobrir os elogios que merece a sua fantástica administração. A entrevista além de tantas outras coisas importantes, demonstra o seu espírito de cidadão decente, capaz , honrado por fé e herança, com uma visão extraordinária ao falar do presente, enxergar e buscar o futuro com a consciência do dever cumprido e a humildade de se colocar a disposição para continuar ajudando a nossa gente e a nossa cidade. Feliz Ano Novo e que Deus continue a iluminar os seus caminhos.
 
ALICIO MENDES em 31/12/2012 08:04:50
chega!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! Nelsinho o seu tempo já se esgotou, vá cuidar do seus pacientes, tudo na vida tem seu tempo e o seu já passou!!!!!!!
 
maria candida em 31/12/2012 07:54:47
O povo q fala mal do Nelsinho, sao os q nao enxergam o q foi feito por essa Campo Grande soh sabem reclamar e reclamar pois quem reclam, vai lah assumir o posto dele e ve se consegue fazer alguma coisa, seus merdas falantes, se nao fosse o Andre Puccnelli e Nelson Trad Filho, acho q jamais Campo Grande teria progresso como teve e ainda tem esses desocupados criticando eles, e Nelsinho no governo serah uma honra e torco por ele e danem se quem eh contra ele hahahahahaha.......
 
saeko suzuki em 31/12/2012 00:44:03
Gostaria de parabeniza-lo por sua administração. As pessoas que estão criticando sua administração dizendo por exemplo: buracos e matos tomando conta das ruas,a saúde do munícipio é um caos; as ruas da capital está uma calamidade só buracos limpeza nos bairros não existiram, postos de saúde uma tristeza mal atendimento etc. Pois bem, gostaria de dizer a esse povinho sem conhecimento das coisas que falar é facíl o dificil é fazer. Eu queria que esses caras ficassem um dia sentado na cadeira de prefeito, garanto que mudariam de opinião rapidinho. E outro fala de que a as grandes obras foram realizadas com recurso federal. Tudo bem, realmente foram feitas com dinheiro federal, porém para liberar essas verbas vindas de Brasília o gestor tem que ralar muito até conseguir a verba.
 
Alexandre Rodrigues em 30/12/2012 22:56:27
Simples assim: A população mandou um recado ao prefeito e governador atual; eles já perderam a prefeitura e agora com certeza pelo andar da carruagem irão perder o governo, fica a dica.
 
sandra lima em 30/12/2012 22:30:29
Terminou o mandato com a capital abandonada e deixou de presente uma taxa de inspeção veicular para os campograndense. Não ganha nem para presidente de bairro...
 
Jair Lima em 30/12/2012 20:57:43
O ex-prefeito não consegue entender porque seu grupo perdeu as eleições.
A resposta é muito fácil por ser um burguês de berço, so pensou no centro da cidade e administrou para uma minoria. Não valorizou o povo, inclusive os próprios servidores ... que ficaram sem plano de cargos e carreira e mais de 80% (grande maioria) ganham uma miséria (quase um salario minimo) e agora com o novo mínimo R$ 678,00 o municipio vai ter que complementar a remuneração de muitos (é so pesquisar). Só beneficiou os auditores de tributos que vão ganhar mais de 20 mil, assim trabalhando e beneficiando poucos e esquecendo do povão é melhor voltar para o consultório ... quem sabe como médico seja melhor que político!!!
 
Pedro Malazarte em 30/12/2012 19:12:04
PMDB NÃO GOVERNA +++++++ A CAPITAL POIS O NELSON TRAD FILHO DEIXOU A DEIXAR A CITY
 
PETERSON DE ALMEIDA CHAMORRO em 30/12/2012 18:49:02
Ainda bem que ele já esta indo em bora e tomara que não seja governador, pois nada de bom ele acrescentou para campo grande, só fez o básico e nada mais, a saúde continua a mesma e as escola pouco evoluiu as ruas estão piores que nunca e ai se vai
 
amanda keity em 30/12/2012 18:21:24
Foi um grande prefeito... mas como ninguem é perfeito deixou alguns pontos a desejar... mas..... deu um tiro no pé qdo cancelou o ponto facultativo do dia 31....
 
Ana Valdez em 30/12/2012 18:14:37
Governador! Se depender de mim, nem para presidente do clube do bolinha...
 
Marcelo Oliveira dos Santos em 30/12/2012 18:12:09
e a vila nova campo grande? proque o sr abandonou durante sua gestão.
muito dinheiro foi gasto com drenagem, que hoje estao todas entupidas, basta vir ate a rua 21 com a avenida 5 e conferir.
como sera o estado que tem dimensões maiores, principalmente nas areas rurais?
 
nelson maecawa em 30/12/2012 17:25:58
Melhor Prefeito que CG já teve? Nem de longe! André Pucinelli, é o melhor Prefeito que Campo Grande já teve. Tomara que o Bernal o supere.
 
Valter Antunes de Oliveira em 30/12/2012 17:02:50
Esse Valter Oliveira, o senhor Jose ferreria e Odevair de brito oliveira devem morar em outro lugar só pode ou sao puxa saco ou sangue suga de politicos ligados ao imcompetente PT do estado... O melhor prefeito do brasil de todos os tempos obrigado Nelsinho por nos fazer orgulhar de campo grande....claro que existem coisas por fazer,mas dificil agradar a todos e o importante que você deu a campo grande um salto de qualidade e com visao de futuro,todos que veem a Campo grande se surpreeendem com a cidade moderna e com otima qualidade de vida....só tenho a dizer Nelson trad filho voce fez um otimo trabalho e que os cidadaõs dessa cidade tem o privilegio de saber que voce é daqui e gente nossa! vai deixar saudade.Obrigado.
 
marcilio prudencio em 30/12/2012 16:52:39
como prefeito, filho, marido, pai e munícipe, morador de campo grande era para ser ao mínimo mais decente e lembrando que ele irá envelhecer também, tanto ele como e primeira dama e seus filhos e lembrar que: el com administrador municipal fazer uma merda; casas populares sem asfalto e calçadas, ruas centrais com calçadas quebradas sem acessibilidade, e o mesmo impondo do empregados a fazer e multar!!!!multar!!! bairro onde so tem aposentados
 
vitalina margarida pires machado em 30/12/2012 16:30:56
O puxa saco é como mazoquista, adora sofrer. Nós estamos vendo e vivendo as ruas de Campo Grande como vai ser entregue ao novo Prefeito; os donos de veículos ganharam mais 1 Imposto anual, sem precisão, o asfalto da J. de Castilho na frente do Saionara está saindo os pedaços após essa chuva; imagine o resto. Foi o Prefeito que mais fez coisa errada e com material de 3ª que já vi em CG. Que nunca mais volte a Administrar nada da coisa pública.
 
luiz alves em 30/12/2012 16:16:51
Tinha tudo para ser o próximo governador, mas no final do mandato colocou tudo a perder com esse lixão e mais um imposto que vai enriquecer mais esses politicos sem futuros que nós temos aqui. Perdeu meu voto e minha admiração!
 
sidnei garcia em 30/12/2012 15:49:00
Parabéns prefeito Nelsinho pelo excelente trabalho que desenvolveu na nossa cidade, hoje Campo Grande está trasnformada graças a sua competência. Por mais ações e trabalhos que o senhor possa ter realizado, ainda há de existir pessoas que irá criticar, porque tem pessoas imconpreensíveis e só está satisfeita em criticar. Existe sim, alguns bairros a serem asfaltados, ruas a serem recapeadas, a cidade é grande e outros pontos foram vistos pela sua administração, mas você junto com o dr André fizeram por Campo Grande, o que nenhum outro prefeito fez. Tenho orgulho de morar aqui. Lamento muito a sua saída da prefeitura, porque tenho medo "desse novo" que vai entrar, além do que vai trabalhar muito para chegar aos pés da sua administração. Estou com você para governador e feliz 2013. Abraços.
 
Cristiane de Oliveira em 30/12/2012 15:05:47
COM O MEU VOTO NUNCA SERÁ GOVERNADOR,OLHA O CAOS EM QUE VC ESTA DEIXANDO CAMPO GRANDE,SO SE PREOCUPOU COM A CAMPANHA ELEITORAL DO CUPINCHA ESQUECEU DE QUEM COLOCOU VC NA PREFEITURA POR 8 ANOS SEGUIDOS NÓS O POVO QUE AGORA ESTAMOS AMARGURANDOS ENORMES FILAS NOS POSTOS DE SAÚDE SEM MEDICOS,E VC AINDA PENSA EM SER GOVERNADOR DO ESTADO VAI DESCANSAR ,
 
lucia helena moraes em 30/12/2012 14:30:48
Parabéeens o Seenhor se despede da gente, deixando a nossa capital mais bonita e elegante, agoora eu sinto orgulho de morar nessa cidade. Sucesso nessa nova caminhada sua, e se Deus quiser você volte com tudo sendo Governador , se Prefeito ja feez bastante coisa, Governador irá melhorar mais e mais, e não vai ser só a gente, mais Mato Grosso do Sul inteiro. Um Abraço !!!
 
Vinicius Ramos Sales em 30/12/2012 14:22:00
Governador seria uma boa.... pelo menos as licitações seriam mais rápidas... porque como prefeito foi recordista, acredito que a nivel nacional, em lançar edital, e assinar contrato num prazo de vinte anos, três licitações em menos de noventa dias ... isso não é um prefeito é super prefeito.... como Governador estaremos bem... muito bem... Mas apesar foi um ótimo Prefeito. pena que no final de mandato fez essas coisas ai tipo inspeção veicular... Vou me lembra bem disso. Sr. Prefeito nota 10.. dez em tudo.
 
Sérgio Damasceno em 30/12/2012 13:17:47
Uma pena mas como governador ele não ganha, abandonou a cidade às vesperas de deixar o cargo!!!
 
Mauro jose em 30/12/2012 13:07:57
Parabéns pela administração e pela entrevista bastante esclarecedora. Nossa capital está no rumo desenvolvimento espero e torço que o próximo gestor consiga dar continuidade aos avanços conquistados. Você fez a sua parte, sem dúvidas de que está preparado para governar nosso estado, foi muito habilidoso e competente como chefe do executivo municipal, você fez história dentro da nossa história, vereador por três mandatos, deputado estadual, filho e prefeito de Campo Grande, sul-mato-grossense que orgulha nossas raízes e tem trabalhado em prol de um futuro melhor para a gente de nosso estado. Desejo sorte e sucesso na empreitada.
 
RUI SPÍNOLA BARBOSA em 30/12/2012 12:42:32
Ao ler essa entrevista com o Prefeito Nelsinho Trad, fiquei feliz ao saber que homens com vasta experiencia em politica como ele, teve a humildade de reconhecer que nem sempre a politica é jogo de cartas marcadas, que eles também erram; que basta apenas uma escolha equivocada, para falarem palavras ao vento. Na verdade a politica é o povo...que tira e bota quem ele quer no poder, acertando ou errando. Na verdade o fato de acertar ou errar; é uma incógnita. Se formos colocar na balança a 8 anos atraz; como iríamos saber que um médico poderia ser um bom Prefeito pra nossa cidade? Não sabíamos, apenas tínhamos esperança e apostamos que ele seria e deu certo. Obrigada Prefeito Nelsinho por tudo de bom que fez pra nossa Cidade, todos nós devemos reconhecer ficou mais linda na sua gestão.
 
karina ketty soares da silva sanches em 30/12/2012 12:39:03
PARABENIZO nosso ainda Prefeito Nelson Trad pela sua feliz administração em nossa amada Campo Grande, se faltou alguma coisa é porque não depende só dele, sou sua eleitora fiel sem mesmo ele nem imaginar que existo, concordo plenamente quando ele diz que infelizmente não temos perspectivas de administração pois nada nos foi apresentado, mas agora só nos resta esperar ´para ver o que nos aguarda...mais uma vez...
PARABÉNSSSSSSSenhor Prefeito Nelson Trad e conta com meu voto e de toda minha família para futuras eleições.

FELIZ 2013...muita Paz e Saúde!
 
Sandra Regina Alves em 30/12/2012 12:38:25
Administração nota 10. Uso como referência os avanços conquistados nos últimos anos, a começar pelo maior clamor popular em qualquer lugar do mundo, em nossa cidade não seria diferente, que é a SAÚDE, reconheço e parabenizo sua atuação, como formação profissional fez um juramento de salvar vidas e dentre as possibilidades que o cargo permitiu se faz necessário parabenizar e agradecer pelas ações executadas, priorizando a vida, notado frente as conquistas como as UPAS e Postos de Saúdes, o SAMU e o Hospital do Trauma que em breve deverá ser entregue a população. A Santa Casa sobrevive graças a ação conjunta do Ministério Público, Governo Estadual e Municipal, uma parceria que tem salvo vidas ao manter repasse de recursos e garantir seu funcionamento ininterrupto nos últimos anos.
 
RUI SPÍNOLA BARBOSA em 30/12/2012 12:24:30
Nunca vou votar nesse cara para governador ,si Campo Grande já está abandonada em meio a buracos e matos tomando conta das ruas,a saúde do munícipio é um caos,imaginem só o que ele vai fazer com nosso estado...
 
odevair de brito oliveira em 30/12/2012 11:58:05
Prefeito, parabéns pelo excelente trabalho frente a administração de campo grande. Sentiremos saudades. Sucesso mais e mais. Até o governo. Feliz 2013!
 
Laudicéa Ferreira Camargo em 30/12/2012 11:47:39
É Sr. Prefeito muita coisa o senhor não fez e ninguem sabe porque. Um exemplo hoje as ruas da Capital está uma calamidade só buracos limpeza nos bairros não existiram, Postos de Saúde uma tristeza mal atendimento etc. O Sr. só se preocupou com grandes avenidas com verba Federal. Então por mim V.Excia, não será elogiado por uma boa administração como também não será Governador.
 
Jose Ferreira Rosa em 30/12/2012 11:25:43
isso meu eterno prefeito sua administraçao foi otima fez o q pode nem tudo deu tempo mais o proximo esta incubido de terminar bom descanso e volte logo a gente espera muito obrigado pela utr q o senhor nos entregou e espero a sua visita la ta convidado boas festas .
 
edna chaves em 30/12/2012 11:19:53
Melancólico! Governo? Não será desta vez.
 
Valter Oliveira em 30/12/2012 10:39:09
Obrigada Nelsinho o bom é que os próximos prefeitos vão ter que trabalhar bastante para supera-lo e o povo sai ganhando.
 
Meire Pereira de Souza em 30/12/2012 10:35:17
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions