A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

13/07/2015 15:43

Novo líder do governo na Câmara deve sair após recesso, diz secretário

Antonio Marques
Secretário de Governo vai buscar novo líder na Câmara no recesso legislativo (Foto: Fernando Antunes)Secretário de Governo vai buscar novo líder na Câmara no recesso legislativo (Foto: Fernando Antunes)

O secretário municipal de Governo e Relações Institucionais, Paulo Matos, revelou na manhã de hoje, 13, que durante o recesso na Câmara Municipal, a iniciar no próximo dia 17, deve manter as conversações para definir o nome do novo líder do prefeito na Casa. Ele não descartou a hipótese de o vereador Edil Albuquerque (PMDB) permanecer na função.

A declaração do secretário de Governo aconteceu na Semed (Secretaria Municipal de Educação), após a posse do novo secretário de Educação, Marcelo Monteiro Salomão.

Segundo Paulo Matos, as conversas com os vereadores estão acontecendo, mas o encaminhamento no sentido de escolher o novo líder da base do governo na Câmara deve se acentuar com o retorno das atividades na Casa. “Estamos na busca de um parlamentar que tenha bom trânsito com os secretários municipais e boa articulação com os colegas na Câmara”, declarou o secretário.

Para o secretário de Governo, ainda não há um nome favorito para assumir a liderança, uma vez que as conversas estariam acontecendo. “Vamos deixar para definir o nome na volta do recesso parlamentar. Mas não está descartado a permanência do vereador Edil na liderança”, afirmou Paulo Matos.

Projetos – Nesta última semana de trabalhos antes de iniciar o recesso, o secretário de Governo tem a tarefa de articular com os vereadores a aprovação de alguns projetos de interesse do Executivo Municipal.

Dentre os projetos de lei, Paulo Matos destacou dois que prevêem créditos adicionais suplementares no valor de quase R$ 63 milhões, sendo um de R$ 2,5 milhões e outro de R$ 60,4 milhões; um da Conscialiação Fiscal que, em parceria com o Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul, cria possibilidade de abertura de processo de renegociação de dívida judicializada.

Ainda tem o projeto da segunda etapa do Reviva Centro, que solicita autorização dos parlamentares para contratação de empréstimo no BID (Banco Interamericano de Desenvolvimento), no valor de US$ 56 milhões (R$ 177,5 milhões ao câmbio de R$ 3,17, hoje), para serem aplicados na revitalização do centro comercial da Capital.

Prefeito nomeia Valdir Gomes para chefiar Secretaria de Meio Ambiente
O ex-vereador por Campo Grande, Valdir Gomes, foi nomeado secretário municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano de Campo Grande. A escolha f...
Temer diz que adiamento da reforma da Previdência foi 'ótimo' para ganhar votos
O presidente Michel Temer procurou mostrar otimismo ao falar sobre a reforma da Previdência ao dar posse ao deputado federal Carlos Marun (PMDB-MS) c...
Diretor da PF entrega ao STF relatório de investigação sobre ministros
O diretor-geral da Polícia Federal, Fernando Segóvia, entregou hoje (15) à ministra Cármen Lúcia, presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), um re...
TRE realiza plantão para cadastramento biométrico neste sábado na Capital
O TRE-MS (Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso do Sul) realiza neste sábado mais um plantão para atender eleitores de Campo Grande que ainda nã...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions