ACOMPANHE-NOS    
JULHO, QUINTA  02    CAMPO GRANDE 10º

Política

Novo secretário defende parcerias para destravar ações da saúde

Por Paulo Nonato de Souza e Anahi Gurgel | 13/12/2017 15:44
Carlos Alberto Coimbra recebe o abraço do governador Reinaldo Azambuja, observado pelo ex-secretário de Saúde, Nelson Tavares, durante sua posse nesta quarta-feira (Foto: Marcos Ermínio)
Carlos Alberto Coimbra recebe o abraço do governador Reinaldo Azambuja, observado pelo ex-secretário de Saúde, Nelson Tavares, durante sua posse nesta quarta-feira (Foto: Marcos Ermínio)

O novo secretario estadual de Saúde, Carlos Alberto Coimbra, disse ao tomar posse na tarde desta quarta-feira (13) que a sua primeira missão à frente da pasta será estabelecer parcerias com prefeituras, via secretarias municipais de saúde, hospitais filantrópicos e bancada federal para destravar ações e assim reestruturar a área da saúde em Mato Grosso do Sul.

Advogado de formação, Carlos Alberto Coimbra assume a secretaria no lugar de Nelson Tavares, que alegou questões pessoas e pediu exoneração do cargo, e chega com a experiência de ter comandado o Hospital de Câncer durante quatro anos, e também o Hospital Universitário de Campo Grande por dois meses.

“Isso possibilitou que eu identificasse os principais gargalos do sistema de saúde e a importância de estabelecer parcerias para a melhoria da gestão, e como o nosso maior desafio será proporcionar a melhoria na saúde da população, iremos focar no fortalecimento de parcerias”, declarou Coimbra.

Segundo ele, o ex-secretário Nelson Tavares, pelo conhecimento adquirido nos três anos que comandou a pasta, será uma espécie de consultor das ações que pretende desenvolver em 2018. “Ele (Nelson Tavares) já está familiarizado com todas as questões”, ressaltou.

“Fizemos uma transição bem tranquila e vou pedir atenção especial para a Santa Casa e a continuidade das ações. A entrega do Hospital do Trauma, uma luta de 20 anos, vai contribuir para a melhoria do atendimento da Santa Casa, pois estará desafogada”, comentou o ex-secretário Nelson Tavares.