A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 19 de Março de 2019

28/10/2018 11:44

Número de urnas com problemas sobe para 62 em Mato Grosso do Sul

Em todo o Estado, 28 equipamentos precisaram ser substituídos, oito deles em Campo Grande

Geisy Garnes e Mirian Machado
Número de urnas com problemas sobe para 62 em Mato Grosso do Sul
Uma das urnas precisou ser trocada na Escola Municipal Professor Arassuay Gomes de Castro (Foto: Paulo Francis)Uma das urnas precisou ser trocada na Escola Municipal Professor Arassuay Gomes de Castro (Foto: Paulo Francis)

Sobe para 62 o número de urnas que apresentaram problemas em Mato Grosso do Sul nas primeiras horas de votação neste domingo (28). Em todo o Estado, 28 equipamentos precisaram ser substituídos, oito deles em Campo Grande.

Conforme informações divulgadas pelo TRE-MS (Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso do Sul), até às 10h30 foram registrados problemas em 62 urnas. Em 34 delas os técnicos precisaram fazer ajustes de data e horário ou trocas de impressora, bobina, tomadas e baterias. Em Campo Grande, 10 equipamentos precisaram de manutenção.

Já as substituições somam 28 em todo o Estado - oito somente na Capital - o que corresponde 0,42% do total de urnas. Também há registro de substituição de urnas em Bonito, Dourados e Corumbá. Nesses locais, as urnas apresentaram defeito no visor e na leitura biométrica do terminal do eleitor e erros de hardware.

Nesta manhã, eleitores da Escola Municipal Professor Arassuay Gomes de Castro, na Vila Manoel da Costa Lima, precisaram esperar que uma das urnas fosse trocada para conseguirem votar. O equipamento foi substituído, mas o novo também apresentou problema e precisou ser reiniciada.

Segundo o bancário Silvio Alves, de 56 anos, para o segundo turno, a organização das seções na escola foi alterada, o que deixou alguns eleitores confusos. As seções 71 e 451 - onde a urna apresentou problema - foram unidas em uma única sala.

Ainda assim, votação foi rápida. Nesta manhã, a médica Ana Maria teve problema com a biometria, mas ainda assim conseguiu votar em 10 minutos.

Na Escola Municipal Professora Elizabel Maria Gomes Salles, no bairro Santa Luzia, a substituição de uma urna causou fila quilométrica na porta da seção 526. No local, sempre que o eleitor usava a tecla 4 o número saía em duplicidade. A espera para votar é de ao menos uma hora e meia na manhã deste domingo.

Também foram feitas trocas de urnas na Escola Municipal Professor Oneida Ramos, na Escola Municipal Professor Nelson de Souza Pinheiro e no Colégio Maria Lago Barcelos.

No primeiro turno, dos 6.853 equipamentos utilizados em Mato Grosso do Sul, 84 urnas acabaram substituídas, o que corresponde a 1,23% do total. Neste domingo são usadas 6.533 urnas em todo o estado.


Número de urnas com problemas sobe para 62 em Mato Grosso do Sul


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions