A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

27/05/2014 12:48

Olarte se compromete a liberar R$ 194 mil em recursos “parados” para APAE

Graziela Rezende e Kleber Clajus
Prefeito se comprometeu em liberar repasse e elogiou o trabalho realizado pela Apae em Campo Grande (Foto: Marcos Ermínio)Prefeito se comprometeu em liberar repasse e elogiou o trabalho realizado pela Apae em Campo Grande (Foto: Marcos Ermínio)

O prefeito de Campo Grande, Gilmar Olarte (PP), se comprometeu, nesta terça-feira (27), em liberar R$ 194 mil de repasse federal destinado a Apae (Associação de Pais e Amigos de Excepcionais) de Campo Grande. A notícia foi dada durante visita técnica a instituição, que aguarda o dinheiro desde janeiro, e contou hoje com a presença dos secretários municipais de saúde, Jamal Salem, e de Assistência Social, Janete Bellini.

Conforme o médico e coordenador geral do CER, Rodrigo Lucchese Cordeiro, a falta do recurso tem criado uma dificuldade muito grande à instituição. Ele ressaltou que 70% do recurso da instituição é aplicado para aquisição de cadeiras de rodas e próteses e lembrou do atraso no repasse que deveria ter sido feito pelo ex-prefeito Alcides Bernal (PP).

“O primeiro repasse do Fundo Nacional de Saúde foi em janeiro. Esperamos que o jurídico da Prefeitura autorize o pagamento retroativo”, afirma Cordeiro.

Atualmente a Apae recebe R$ 200 mil mensais, sendo R$ 160 mil do Governo do Estado, R$ 30 mil do Governo Federal e R$ 10 mil da Prefeitura de Campo Grande. Somente o CER atende 4 mil pacientes por mês em 15 mil procedimentos.

Em março, a instituição recebeu ambulância para colaborar no transporte diário de 20 a 30 pacientes com dificuldades de locomoção. O repasse do veículo ocorreu após a troca do chefe do Executivo.

“A secretaria municipal de saúde já estuda ampliar o repasse de recursos por meio de convênios e no fortalecimento da rede de atenção aos deficientes”, afirmou o secretário Jamal Salem.

Olarte, por sua vez, ficou impressionado com a tecnologia aplicada nas unidades e comentou que a saúde da Capital necessita de “doses maiores de consciência e amor”. Ele também reforçou a necessidade de se acelerar a liberação de recurso para convênios.

Amanhã, o progressista realiza agenda em Brasília (DF), como prévia a visita do Ministro da Saúde, Arthur Chioro, na sexta-feira (30). Na ocasião, deve buscar recurso para reduzir o déficit da Santa Casa e destravar o andamento das obras do Hospital do Trauma.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions