A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

19/12/2012 11:25

Para pressionar Bernal, Câmara deve reduzir poder sobre orçamento

Paula Maciulevicius e Fabiano Arruda
A favor da redução, vereador Carlão diz que se houver conversa entre Bernal e Câmara, pode mudar o voto. (Foto: Arquivo/Minamar Júnior)A favor da redução, vereador Carlão diz que se houver conversa entre Bernal e Câmara, pode mudar o voto. (Foto: Arquivo/Minamar Júnior)

A Câmara Municipal vota agora pela manhã a emenda que reduz de 30% para 5% a abertura de créditos adicionais a serem utilizados pela administração municipal no orçamento de 2013. A decisão foi tomada durante reunião nesta manhã, antes do início da sessão e os vereadores sinalizam de que vão aprovar pela redução da autonomia do prefeito eleito, Alcides Bernal (PP).

O vereador Airton Saraiva (DEM) explicou que votar pelos 5% é uma prerrogativa da Câmara e exemplificou que quando o atual prefeito, Nelsinho Trad (PMDB) assumiu o mandato, procurou a Câmara pedindo pelos 30% do índice de abertura de créditos adicionais para que pudesse governar. Segundo o vereador, não houve esse diálogo com o prefeito eleito, Alcides Bernal.

Saraiva disse que falou com Bernal por telefone ontem, mas ainda assim segue afirmando que ele não pediu para manter os 30% e não conversou com os vereadores. Saraiva declarou que a Câmara tem autonomia para baixar o índice e negou que a aprovação da redução fosse retaliação ao prefeito eleito por não ter procurado a Câmara.

A votação em consenso pode ser interpretada como manobra para que Bernal se reúna com a Câmara. Dizendo que não seria o “traíra”, o vereador Carlos Augusto Borges (PSB) afirmou que decidiu votar pelos 5%, conforme o decidido pela maioria, mas deixando claro que a emenda será aprovada em primeira votação e que se de hoje para amanhã, Bernal convocar os vereadores e dizer que precisa dos 30%, Carlão assegurou que pode mudar o voto.

Carlão também fez comparação, descrevendo que Nelsinho sempre conversou com os vereadores e que inclusive esteve na Câmara nesta quinta, conversando com vereadores da oposição. “Ele deixou projetos a serem votados e até agora o Bernal não conversou com ninguém”.

A emenda deve passar para segunda votação nesta quinta-feira.



obrigaçao do prefeito nelsinho é ir na camara mesmo na assembleia agradecer o apoio total e irestrito q teve de todos inclusive nessa alavancada de projetos de ultima hora e se despidir obvio
agora. o novo prefeito chegará no seu tempo certo na hora certa....afinal ate presidente de republica primeiro receba a faixa e ai vai começar seus compromissos....projetos com certeza ele ja tem acredito no bernal,mas é lamentável o q si tem assistido por ai
 
MARIA BERNARDINA MARTINS MAIS em 27/12/2012 21:06:25
Eita, como estão trabalhando os nossos vereadores... Final de mandato e ano agitado hein...
 
REINALDO DE OLIVEIRA em 20/12/2012 13:48:46
Com todo o respeito, mas vereador, nao só em Campo Grande, tem sido, ao meu ver, uma classe dispensável à vida cotidiana das pessoas. Aqui, como parâmetro, é muuuuiito mais fácil a gente ver o próprio Prefeito andando pelas ruas, fiscalizando obras e observando o que precisa ser feito, inclusive eu mesmo já o vi várias vezes pela cidade, do que ver um único vereador fazendo a mesma coisa: gastando sola de sapato trabalhando debaixo de sol. E olha que o prefeito é uma pessoa, e vereadores são mais de vinte!!
O único lugar que se consegue ver os vereadores de Campo Grande cotidianamente é nos seus programas de televisao.
 
Vinicius Goias Fernandes em 19/12/2012 13:08:14
Vereador depois da eleição tem que se aliar a cidade e ao povo que o elegeu ou não.nós não queremos saber a qual partido voces pertencem não se sintam autoridades ou coisa parecida voces não passam de um vereador.
 
Walter Barros em 19/12/2012 13:07:25
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions