A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

14/02/2012 16:00

Parte estrutural de reforma da Assembleia fica pronta em um mês

Fabiano Arruda
Anexo da Assembleia terá novo estacionamento no subsolo e diretoria legislativa no primeiro piso.(Foto: Marlon Ganassin)Anexo da Assembleia terá novo estacionamento no subsolo e diretoria legislativa no primeiro piso.(Foto: Marlon Ganassin)

Considerada uma das etapas mais trabalhosas da reforma de ampliação da Assembleia Legislativa, com a construção do anexo ao Palácio Guaicurus, a parte estrutural, que envolve edificações e esquadrias, deve ficar pronta até o dia 15 de março, informou nesta terça-feira o primeiro secretário da Casa de Leis e um dos responsáveis pelas obras, deputado Paulo Corrêa (PR).

Após isto, os trabalhos entram na fase de acabamento. A previsão é que a obra seja concluída entre os meses de setembro e outubro, quando o espaço vai saltar de 3 mil m² para 6,7 mil m², ou seja, vai mais que dobrar. Cerca de 50 trabalhadores atuam no local.

Já a nova instalação da TV Assembleia, que terá 180 m², contra os atuais cerca de 40 m², fica pronta até junho, explica o parlamentar. A local contará com fiação por baixo do piso.

Para Corrêa, o principal benefício da construção do anexo é reorganizar e melhorar a dinâmica de funcionamento da Casa de Leis.

Com a reforma, os gabinetes dos deputados, que aumentarão de 48 m² para 87 m², passarão a ser instalados no piso superior do prédio, enquanto os serviços, como bancos, serão fixados no térreo.

Além disto, outro diferencial é a destinação do estacionamento para os deputados e autoridades convidadas no subsolo do anexo. Serão 24 vagas, uma para cada parlamentar, além de outras dez para demais autoridades que se dirigirem à Casa de Leis.

Segundo o engenheiro responsável pela obra, Renato Katayama, a nova área de estacionamento trará mais segurança aos parlamentares e autoridades. Já no primeiro andar do anexo será instalada a diretoria legislativa.

Outro ponto enaltecido por Katayama é que, com a conclusão das obras, o saguão da Assembleia ficará mais limpo e organizado. Além disto, revelou que a entrada do prédio será reforçada com mecanismos de segurança como catraca e detectores de metais, a exemplo dos existentes do TJ/MS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul) e TCE (Tribunal de Contas do Estado).

Deputado Paulo Corrêa explica benefícios da ampliação da Casa de Leis. (Foto: Marlon Ganassin)Deputado Paulo Corrêa explica benefícios da ampliação da Casa de Leis. (Foto: Marlon Ganassin)

O deputado Paulo Corrêa ainda destaca que a Casa ganhará três novos plenarinhos de grande, médio e pequeno porte. Com isto será possível realizar reuniões de forma simultânea, o que não ocorre hoje. “Quando precisamos pegamos emprestada a sala da presidência”, diz.

O republicano também ressalta o programa de eficiência energética, em vigor na Assembleia Legislativa desde o ano passado, o que resultou em economia de pelo menos 30% nos custos graças a uma nova tecnologia para aparelhos de ar condicionado. Além disso, o problema de “apagões” no prédio, como registrado no ano passado, foram superados, acrescenta.

Para o parlamentar, o fato das obras terem supervisão do mesmo arquiteto do prédio, Ângelo Arruda, contribui para o desempenho dos trabalhos.

Corrêa lembra que pleiteava a reforma na Assembleia Legislativa desde que presidia a Comissão de Obras da Casa, à época, na gestão de Londres Machado.

“Sou engenheiro civil por formação, então, a necessidade de reforma era antiga. Em 34 anos nunca houve e há seis anos estava parada”, comenta.

“Há 34 anos não havia TV Assembleia, Interlegis, nem a demanda que temos hoje. Quanto mais espaço, melhor o deputado pode atender a população”, complementa.

Anexo da Assembleia Legislativa será inaugurado no mês de outubro
O presidente da Assembleia Legislativa, Jerson Domingos (PMDB), informou nesta quinta-feira (26) ao Campo Grande News que espera que o anexo da Assem...
Assembleia Legislativa vai retomar obras para construção de anexo
A reforma para ampliar o prédio da Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul será retomada. O reinício das obras, a cargo da empresa Delta Desenvo...
Assembleia vota Orçamento de R$ 14,4 bilhões de 2018 na terça-feira
O Orçamento de R$ 14,4 bilhões do Governo de Mato Grosso do Sul para 2018 passará pela votação em segunda discussão na terça-feira (19) na Assembleia...


Bom trabalho do Paulo Corrêa, parabéns, mas como ficam as licitações dos mobiliários?
Pelo que sei da sua índole e que foi enaltecida hoje na fmcapital tenho certeza da lisura, comprometimento, legalidade e impessoalidade, do certame.
 
ANTONIO ARI DE REZENDE CORRÊA em 15/02/2012 09:58:47
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions