A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 14 de Dezembro de 2018

06/05/2010 12:03

Petistas unem correntes para ampliar força interna

Redação

Quatro fortes lideranças do PT de Mato Grosso do Sul estão se unindo em uma única corrente ideológica, a fim de ampliar espaço e poder de decisão dentro do partido e em um eventual governo de Zeca do PT.

O senador Delcídio do Amaral, que não participava de nenhuma corrente, e os deputados Antônio Carlos Biffi (PT em Primeiro Lugar) e Amarildo Cruz (Esquerda Viva), aderiram ao segmento comandado pelo deputado Pedro Teruel, o Movimento PT.

O presidente do Diretório Regional, Marcos Garcia, também ingressará no Movimento PT.

Esta corrente é a segunda mais importante do PT em âmbito nacional, só perdendo para a CNB (Construindo um Novo Brasil), da qual participa o ex-governador Zeca do PT.

De uma vaga na Executiva Regional do partido, o Movimento PT passará a contar com 6 vagas. No diretório, a ampliação será de 4 vagas para 18.

Com isso, Amarildo, Teruel, Delcídio, Marcus Garcia e Biffi terão mais "poder de fogo" e de decisão dentro do partido, principalmente quando o assunto é PED (Processo de Eleições Internas).

O ato de adesão contará com a presença do deputado federal Geraldo Magela.

O Movimento PT tem como fundamentos básicos a participação da militância nas decisões das instâncias partidárias e o amplo apoio às administrações petistas, além da defesa do caráter socialista do PT.

Fazem parte da corrente o ex-presidente da Câmara dos Deputados, Arlindo Chinaglia, o líder da bancada do PT na Câmara Federal, Fernando Ferro, e as deputadas federais Maria do Rosário e Fátima Bezerra.

O ato que acontece amanhã, às 18 horas no Hotel Bahamas vai contar com a presença dos parlamentares, do ex-governador Zeca do PT e de outras autoridades do interior do Estado, além de militantes do Movimento PT.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions