A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 22 de Agosto de 2017

08/09/2015 09:15

PF investiga dívidas de Vander pagas por empresa de Youssef, diz jornal

Leonardo Rocha
De acordo com jornal, dívidas de Vander teriam sido quitadas por empresa ligada a Youssef (Foto: Divulgação)De acordo com jornal, dívidas de Vander teriam sido quitadas por empresa ligada a Youssef (Foto: Divulgação)
Empresa de filho de Cabo Almi também aparece na investigação da PF (Foto: Fernando Antunes/Divulgação)Empresa de filho de Cabo Almi também aparece na investigação da PF (Foto: Fernando Antunes/Divulgação)

A Polícia Federal investiga, por meio da Operação Lava jato, dívidas pessoais e de campanha do deputado federal Vander Loubet (PT), que foram pagas por firma ligada ao doleiro Alberto Youssef. Nesta apuração pessoas receberam da Arbor, empresa que fazia a contabilidade do doleiro.

De acordo com o jornal Folha de São Paulo, as dívidas de Vander eram de empréstimos feitos por sua esposa e em relação a sua campanha eleitoral de 2012, onde concorreu ao cargo de prefeito em Campo Grande.

No primeiro caso, sua mulher teria recebido R$ 75 mil do produtor rural Júlio Nunes e R$ 19 mil da empresária Rosângela Pereira, estes dois débitos foram quitados pela empresa Arbor.

Sobre a campanha eleitoral, a produtora Accorde, que fez programa de TV ao deputado, reconheceu ao jornal que recebeu R$ 50 mil da empresa ligada a Youssef, para saldar o débito do trabalho feito na eleição.

A Arbor ainda quitou o valor de R$ 130 mil a empresa Carolina Tur Conveniência, que teria emprestado a Luiz Félix da Silva, um cabo da Polícia Militar, morto em 2014. De acordo com a reportagem, o dono da empresa é Flávio Pereira Moura, filho do deputado estadual Cabo Almi (PT), candidato a vice de Vander em 2012.

Conforme o jornal, o deputado Vander Loubet (PT), por meio de nota, disse que já prestava todos os esclarecimentos sobre o assunto aos órgãos federais. Já Cabo Almi ressaltou que este empréstimo relacionado a empresa de seu filho não tinha ligação com a campanha eleitoral e somente ele poderia esclarecer como foi feito.

Para a Polícia Federal, o produtor Júlio Nunes disse que emprestou a esposa do Vander porque esta tinha uma empresa de patinação no gelo, enquanto que Rosângela Pereira reconheceu o empréstimo, mas disse que não sabia o destino do dinheiro.

O Campo Grande News entrou em contato com os deputados Vander Loubet e Cabo Almi, mas ambos não atenderam as ligações.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions