A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 16 de Agosto de 2017

22/05/2014 14:51

PPS indica Carmelino e Luiza para compor chapa majoritária do PSDB

Josemil Arruda
Carmelino já disputou vaga do Senado e assustou Juvêncio da Fonseca na reta final (Foto: arquivo)Carmelino já disputou vaga do Senado e assustou Juvêncio da Fonseca na reta final (Foto: arquivo)

Em reunião realizada ontem, a Comissão Executiva Estadual do PPS escolheu os nomes do advogado Carmelino Rezende e da vereadora Luiza Ribeiro para integrar a chapa encabeçada pelo deputado federal Reinaldo Azambuja, do PSDB. A indicação é para que Carmelino seja candidato a senador e Luiza a vice-governadora.

Fazendo uma campanha eleitoral baseada em parábolas, Carmelino Resende teve um desempenho surpreendente como candidato ao Senado em 1998, chegando em segundo lugar na disputa e assustando Juvêncio César da Fonseca, o vencedor, na reta final. Carmelino já foi secretário estadual e presidente da seccional sul-mato-grossense da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-MS).

Também advogada, a vereadora Luiza Ribeiro está exercendo seu primeiro mandato na Câmara de Campo Grande. Antes exerceu cargos de superintendente do Procon, secretária de Estado de Justiça e diretora-presidente da Fundação Social do Trabalho (Funsat). Em 2002, Luiza foi candidata a vice na chapa encabeçada por Moacir Kohl, através da Frente Trabalhista.

O presidente estadual do PPS, ex-vereador Athayde Nery, ao destacar as qualidades éticas de Carmelino e a Luiza, disse que eles representam a insatisfação dos cidadãos com os desmandos e o autoritarismo na política. Para Nery, a aliança com o PSDB dá sequência a um projeto que nasceu na eleição passada em Campo Grande, quando Athayde foi candidato a vice-prefeito na coligação encabeçado por Reinaldo Azambuja, que ficou em terceiro lugar na disputa.

“A população está cansada da ineficiência do estado em atender suas necessidades, e exige maior participação na definição dos rumos da administração. As manifestações que ocorreram em junho do ano passado revelaram a descrença dos cidadãos com a velha política, e em Mato Grosso do Sul não é diferente”, afirmou Athayde Nery.

Os dirigentes do PPS também deliberação da reunião sobre o engajamento na campanha da dobradinha do PSB, Eduardo Campos e Marina Silva para presidente e vice.

 

 




Já disputou Senado, "assustou" Juvêncio em 1998 e bla bla bla... hoje em dia não conseguiu manter - nem por meio de um golpe - cargo algum na OAB regional. Que fase!

Já a Vereadora Luiza, essa sim é "porreta"!
 
Guaraci Mendes em 22/05/2014 15:32:32
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions