A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 17 de Agosto de 2017

05/05/2014 18:06

Reinaldo descarta “aliança informal” com PT e já trabalha por candidatura

Josemil Arruda
Reinaldo Azambuja diz que já tem sinalização positiva do PPS e DEM (Foto: arquivo)Reinaldo Azambuja diz que já tem sinalização positiva do PPS e DEM (Foto: arquivo)

O deputado federal Reinaldo Azambuja (PSDB) descartou nesta tarde de segunda-feira (5) qualquer possibilidade de aliança eleitoral com o PT, do senador Delcídio do Amaral, e admitiu que já está trabalhando pela construção de candidatura própria. “Vamos tentar com outros partidos construir uma candidatura própria”, informou o parlamentar.

Antes mesmo do final de semana em que Delcídio confirmou que não havia chance de “aliança formal”, devido ao veto da direção nacional do PT, Reinaldo Azambuja já tinha declarado, em entrevista ao Campo Grande News, que não o PSDB aceitaria “aliança informal”. Hoje, o parlamentar confirmou esse posicionamento: “Como não existe possibilidade de fazer aliança formal, nós também não vamos fazer aliança branca. Isso eu já tinha falado que estava descartado”.

Embora admita que hoje “quase a unanimidade” do PSDB quer sua candidatura ao governo do Estado, observando que é até natural qualquer partido ter aspiração de conquistar o poder diretamente, o deputado tucano avisa que uma disputa desse nível exige apoio de outras legendas. “Qual partido que não gostaria de ter candidatura própria?”, indagou. “Mas não se constrói candidatura própria só com seu partido. Tem de ter aliados, tempo de televisão, estrutura para a campanha eleitoral, organização de chapa proporcional”, afirmou em seguida.

Para Azambuja, a grande vantagem do PSDB é que tem um discurso afinado, assegurado pelo projeto “Pensando MS”, um levantamento feito junto à população para elaboração do programa de governo tucano. “O Pensando MS dá um panorama bom para nós em nível de proposta”, destacou. “Quanto à candidatura, está em construção. Ninguém vai ser candidato de si mesmo”, acrescentou.

Alianças eleitorais – O PSDB considera que já tem indicativo de apoio do PPS e DEM para a disputa do governo do Estado e espera costurar também com PSB o bloco da “terceira via” da sucessão. “Temos do PPS e DEM uma posição muito favorável para esse caminho”, declarou Reinaldo.

Se o PSB também participar dessa aliança, Reinaldo considera que a chapa ficará muito forte, até mesmo em razão de ter palanque para dois presidenciáveis, Aécio Neves (PSDB) e Eduardo Campos (PSB). “Ficaria muito forte porque teríamos dois presidenciais no mesmo palanque”, disse.

Observou, porém, que há muitas conversações a serem feitas até o bater do martelo nas convenções partidárias de junho. “Todo mundo está conversando com todo mundo”, observou o parlamentar tucano, asseverando que nessas negociações levam vantagem os partidos que estão no governo. “Não temos máquina estadual nem federal, que tem os atrativos para partidos, para fazer composições”, afirmou.

Apesar do anseio do PSDB pela candidatura própria, o deputado garante que não tem vaidade pessoal na construção da terceira via. “Pode ser minha candidatura ou de algum aliado”, anunciou. Quanto à formação de chapa proporcional, Reinaldo Azambuja informou que o PSDB quer fazer composição com aliados. “Uma chapa de federal única com partidos aliados e quanto à estadual estamos estudando a melhor proposta”, revelou.

Palanque com Aécio – Diante da nova realidade no cenário eleitoral de Mato Grosso do Sul, o deputado federal Reinaldo Azambuja já agendou reunião amanhã, às 10 horas, com o pré-candidato a presidente da República do PSDB, senador Aécio Neves. “Preciso conversar com Aécio e discutir o que vamos fazer aqui”, apontou o parlamentar.

Azambuja revelou que Aécio vai participar em Campo Grande do evento final do projeto “Pensando MS”, em data a ser definida. “Vamos definir a data em função da agenda do Aécio, para que ele esteja conosco aqui”, revelou Reinaldo. Indagado se essa presença dele já é para o lançamento de sua candidatura ao governo do Estado, o deputado respondeu: “Com certeza, se for para esse caminho. Sempre dissemos que encaminhamento do PSDB iria acontecer quando do término do Pensando MS”.

 

 

 




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions