A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

12/12/2012 12:49

Prefeito afirma que ainda busca acordo sobre aluguel da Câmara

Aline dos Santos e Mariana Lopes
Após TJ iniciar julgamento, Trad fala em acordo e esperança. (Foto: Rodrigo Pazinato)Após TJ iniciar julgamento, Trad fala em acordo e esperança. (Foto: Rodrigo Pazinato)

O prefeito de Campo Grande, Nelsinho Trad (PMDB), afirmou hoje que ainda vai tentar um acordo para evitar que os vereadores sejam despejados. O prédio da Câmara Municipal, na avenida Ricardo Brandão, é objeto de uma disputa judicial.

“Temos argumentos para defender que a Câmara continue lá. Vamos tentar entrar num acordo”, afirmou Trad.

Ontem, o TJ/MS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul) começou a julgar o recurso da prefeitura tentando evitar o despejo. Dos três votos, dois são contrários ao poder público. Um pedido de vista do desembargador Marco André Nogueira Hanson adiou a conclusão.

Caso os outros dois magistrados mantenham o voto, os parlamentares terão prazo de 30 dias para deixarem o imóvel,que pertence a Haddad Engenheiros Associados. “A esperança é que os outros dois revejam o voto deles”, salienta o prefeito.
O aluguel da Câmara, em vigor desde 2000, já teve direito a vários capítulos na Justiça.

O valor mensal, que era de R$ 35 mil, foi considerado abusivo pelo MPE (Ministério Público Estadual) e em 2001 uma liminar reduziu o pagamento para R$ 15 mil. O contrato acabou em 2005 e desde então o aluguel não foi pago. A construtora recorreu e obteve aval para receber R$ 7 milhões pelos anos em que a Câmara não fez os depósitos pela locação. O argumento foi de que o contrato teve renovação automática.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions