A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

18/08/2015 15:11

Prefeito demite sindicalista aliada de Bernal “por abandono de cargo”

Edivaldo Bitencourt

A sindicalista Maria das Dores Rocha, uma das principais aliadas do ex-prefeito Alcides Bernal (PP) e líder da oposição no Sisem (Sindicato dos Servidores Municipais), foi demitido da Prefeitura de Campo Grande. O prefeito Gilmar Olarte (PP) e o secretário municipal de Administração, Wilson do Prado, demitiram-na “por abandono de cargo”.

Conforme o Decreto 2.497, publicada na edição de hoje do Diogrande (Diário Oficial de Campo Grande), Maria das Dores foi punida com a perda do cargo de assistente administrativo na Sesau (Secretaria Municipal de Saúde).

Ela foi a principal líder de oposição ao atual presidente do Sisem, Marcos Tabosa. Em 2013, como parte da estratégia de Bernal de destituir Tabosa da entidade, ela chegou a convocar uma reunião no Paço Municipal para formar uma comissão provisória para assumir o comando do Sindicato dos Servidores Municipais.

A guerra entre Tabosa e Maria das Dores foi parar na Justiça. Ela até tentou formar um outro sindicato para representar os 13,5 mil servidores da administração municipal.

Como o plano fracassou na época, Maria das Dores conseguiu um cargo de comissão na gestão de Bernal. Ela foi demitida da função 10 dias após a cassação de Bernal e a posse de Gilmar Olarte.

Nesta terça-feira, Maria das Dores foi demitida do cargo efetivo no município. O secretário municipal de Administração, Wilson do Prado, afirmou que não se lembrava dela, mas que só assinou a demissão após o devido processo administrativo e com o aval da Procuradoria Jurídica do Município.

O Campo Grande News tentou falar com Maria das Dores, mas ela não foi localizada para comentar a demissão. O telefone estava desligado. 



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions