A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

24/07/2009 14:47

Prefeitos se interessam por ações executadas na Capital

Redação

Mesmo sob chuva, prefeitos que vieram a Mato Grosso do Sul para seminário nacional fizeram questão hoje de percorrer a cidade com o prefeito Nelsinho Trad (PMDB) para conhecer obras consideradas estratégicas para Campo Grande.

Da caravana distribuída em três ônibus, também participaram do passeio o senador Delcídio Amaral (PT) e os deputados federais Antônio Carlos Biffi (PT) e Nelson Trad (PMDB), autores de emendas que também possibilitaram investimentos na Capital.

"Fico muito feliz de saber que o nosso trabalho em Brasília está

valendo à pena", comentou o senador Delcídio do Amaral.

A primeira de 3 paradas planejadas para esta sexta-feira foi nas obras que compõem o complexo Imbirussu/Serradinho e a área onde será criado o Parque Linear do Lagoa.

Veja o mapa do complexo Imbirussu/Serradinho

O Programa de Recuperação das Áreas Degradadas do Córrego Imbirussu removeu 850 famílias que viviam, de modo precário. A região, que sofria com as cheias, também teve intervenções de drenagem.

Nelsinho definiu a mudança na região com uma "grande sorte para a comunidade", que recebeu recursos do governo federal, com obras de asfalto, por exemplo, inclusive fora corredores de ônibus.

A obra começou em 2007, começou na avenida Duque de Caxias, no acesso a Vila Popular e segue até a Avenida Euler de Azevedo, na região do Tênis Clube, de onde partiu a caravana nesta manhã.

Cerca de 47 bairros ao redor do córrego Imbirussu estão inseridos no projeto numa extensão de 6,3 quilômetros.

 

O segundo destino foi a nova rodoviária de Campo Grande, que será inaugurada em agosto, mas começa funcionar em novembro. O empreendimento, esperado há décadas pelos campo-grandenses, é construído seguindo uma tendência em todas as capitais que precisam modernizar suas antigas rodoviárias: é feito longe do perímetro urbano.

"Esta é um sonho antigo dos campo-grandenses, que agora estamos realizando", lembrou o Trad.

A rodoviária na saída para São Paulo terá área construída de 99 mil metros quadrados. Haverá 24 plataformas de embarque e desembarque, 32 bilheterias e estacionamento com vagas para 300 veículos.

Educação - Depois, os prefeitos seguiram par ao bairro Rita Vieira, onde existe uma das ações consideradas menina dos olhos do atual prefeito. A administração de Nelsinho Trad construiu seis escolas em 5 anos, 2 delas em tempo, um "avanço" resumiu o prefeito. Hoje são 115 mil alunos atendidos pela rede municipal, incluindo as creches.

"As escolas em tempo integral são referência, com 4 refeições ao dia e aulas de informática a partir dos 6 anos", detalhou o prefeito.

O projeto despertou especial interesse no prefeito de Vitória, e também presidente da FNP (Frente Nacional dos Prefeitos), João Coser. Ele questionou Nelsinho sobre o histórico da obra, queria saber se as escolas foram pensadas para funcionamento já em tempo integral. Com a resposta positiva, elogiou a iniciativa de Campo Grande.

"Quero levar para a minha cidade. Projetos como estes deveriam estar sendo copiados por todo o país", disse o ex-prefeito de Santa Cruz do Capibaribe (PE), José Maia.

No percurso de 60 quilômetros, os visitantes também ouviram sobre a Via Morena, desde o Aeroporto Internacional, a Orla Morena, no bairro Cabreúva, a intervenção do projeto do Córrego Cabaça e obras do Complexo Segredo, nos bairros São Benedito e Monte Castelo.

O tur terminou no Centro de Convivência do Idoso "Vovó Ziza", onde uma apresentação de senhores e senhoras que freqüentam o estaco de atividades fez uma homenagem aos visitantes, com a apresentação do musical "Alô Alô".

 

"São ações importantes para a infra-estrutura de Campo Grande. Criaram novas expectativas para a população e o setor produtivo", comentou o prefeito de São José dos Campos (SP), Eduardo Cury, ao terminar a viagem pela Capital.

Galeria de Imagens

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions