A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

24/01/2013 16:10

Prefeitura abre crédito de R$ 17,6 milhões para pagar previdência

Fabiano Arruda

O prefeito de Campo Grande, Alcides Bernal (PP), abriu crédito suplementar de R$ 17,6 milhões no Orçamento Municipal. O valor deve ser usado para de previdência a servidores públicos. A verba foi destinada a 23 órgãos da administração municipal.

O decreto foi publicado na edição desta quinta-feira do Diário Oficial do Município. A Semed (Secretaria Municipal de Educação) ficou com o maior repasse: R$ 7,3 milhões.

Em seguida, aparece o Fundo Municipal de Saúde que recebeu R$ 6,3 milhões. Segov (Secretaria de Governo), com R$ 678 mil, e Semadur (Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano), com R$ 570 mil, foram outras pastas entre os maiores valores.

Segundo o secretário de Planejamento, Finanças e Controle, Wanderley Bem Hur, a abertura do crédito suplementar é  para dar mais transparência à movimentação financeira da Prefeitura.

Ele também explicou que o valor, referente a pagamento de pessoal, não está previsto na receita corrente líquida do município porque corresponde a uma nova despesa, o que justifica a suplementação.

Ben Hur também garantiu que os R$ 17,6 milhões não têm ligação com a situação de aproximadamente 450 servidores que tiveram corte de gratificações e reclamaram da redução nesta semana. “Procedimento de ordem técnica-contábil”, justificou.

A abertura de créditos adicionais foram motivo de polêmica entre Bernal e vereadores no fim do ano passado, quando os parlamentares aprovaram emenda ao orçamento que reduz de 30% para 5% a possibilidade de suplementação orçamentária sem a necessidade de que as alterações passem pelo crivo do Legislativo. A medida foi vista como uma forma de reduzir a autonomia do prefeito.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions