A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

29/12/2014 12:25

Primeiros atos de Reinaldo vão conter gastos para equilibrar finanças

Leonardo Rocha
Reinaldo ponderou que vai tomar ações para conter gastos, no início da sua gestão (Foto: Marcelo Calazans)Reinaldo ponderou que vai tomar ações para conter gastos, no início da sua gestão (Foto: Marcelo Calazans)

O governador eleito, Reinaldo Azambuja (PSDB), afirmou, hoje (29), ao Campo Grande News que entre suas primeiras ações a frente do governo estadual, será tomar medidas, através de decretos, para buscar a contenção de despesas na nova gestão, com o objetivo de alcançar o equilíbrio financeiro do Estado.

"Faremos desde o início a organização interna do governo, através da Secretaria de Governo e Gestão Estratégica que vai conversar com o restante das secretarias, sobre as responsabilidades e metas a serem cumpridas, no qual serei intransigente na hora da cobrança", afirmou Azambuja.

Ele ponderou que tomará medidas por meio decretos em algumas áreas específicas para conter gastos, seguindo a metodologia estabelecida na sua reforma administrativa, que diminuiu de 15 para 13 secretarias, com a intenção de tornar a máquina mais ágil e dinâmica.

Transição - Reinaldo ressaltou que o período de transição está praticamente concluído, restando apenas alguns documentos complementares que faltam ser entregues até o final do mês, mas ponderou que só vai conhecer a realidade quando assumir a gestão.

"Faltam alguns documentos que foram pedidos, que nós aguardamos até o dia 31, mas a realidade do governo vamos conhecer depois que sentarmos na cadeira de governador", ponderou.

No dia 1° de janeiro o tucano irá tomar posse como novo governador de Mato Grosso do Sul, em ato solene que irá acontecer na Assembleia Legislativa, com a participação do atual governador, André Puccinelli (PMDB).

Marun ainda quer votar relatório da JBS antes de posse no ministério
Na véspera de ser empossado como ministro da Secretaria de Governo, o deputado Carlos Marun (PMDB-MS), relator da Comissão Parlamentar Mista de Inqué...
Senado aprova R$ 1,9 bi a estados para compensar desoneração de exportações
Após suspender a sessão do Congresso Nacional, o presidente do Senado, Eunício Oliveira (PMDB-CE), retomou os trabalhos do plenário da Casa com o obj...
Temer discutirá data de votação da reforma da Previdência nesta quinta
O anúncio do líder do governo no Senado, Romero Jucá (PMDB-RR), de que a votação da proposta de reforma da Previdência ficará para fevereiro causou r...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions