A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

31/05/2012 12:35

Após protesto de servidores na Assembleia, André marca reunião para julho

Fabiano Arruda
Servidores da Educação compareceram à solenidade na Assembleia para protestar contra desconto por paralisação. (Foto: Minamar Junior)Servidores da Educação compareceram à solenidade na Assembleia para protestar contra desconto por paralisação. (Foto: Minamar Junior)

Servidores da Educação fizeram novo protesto nesta quinta-feira na Assembleia Legislativa durante assinatura de convênio para assinatura de termos para emendas parlamentares ao FIS/2012 (Fundo de Investimentos Sociais). Ao fim do evento, o governador André Puccinelli conversou com os manifestantes e marcou uma nova rodada de conversas para julho.

Dentro do plenário da Casa de Leis ao longo do evento, os servidores utlizaram nariz de palhaço, apito e cartaz em protesto contra o desconto de um dia no último salário por conta da participação de paralisação da categoria neste mês.

Em determinado momento houve princípio de tumulto. Manifestantes afirmaram que um integrante da segurança do governador estaria armado no momento em que retirou um cartaz.

O ajudante de ordens do governador, o coronel Cláudio Rosa da Cruz, garantiu que o cartaz só foi retirado pois denegria a imagem do governador. Ele negou que o segurança estivesse armado.

Durante uso da palavra, Puccinelli disse que seguirá o diálogo com os servidores, desde que seja "democrático e educado". Ele afirmou que a manifestação não vai interromper o diálogo entre Governo e servidores.

“As portas da Governadoria continuam abertas. Só aconselho: não funcionamos sob pressão”, disse, destacando que respeita o movimento porque faz parte do processo democrático.

Governador André Puccinelli conversa com representantes da Fetems e marca nova rodada de negociações com a categoria.Governador André Puccinelli conversa com representantes da Fetems e marca nova rodada de negociações com a categoria.

Após discursar e a solenidade encerrada, André foi até os manifestantes no plenário e conversou com os principais deles. Pediu que imprensa e segurança ficassem longe.

O governador marcou com o presidente da Fetems (Federação dos Trabalhadores em Educação de Mato Grosso do Sul), Roberto Botareli, nova reunião para o dia 2 de julho a fim de retomar o diálogo com a categoria.

Lembrou que vai sentar novamente com as categorias em 17 de agosto para retomar negociações sobre salários e planos de cargo e carreiras.

“A manifestação é democrática, mas quando é ampla foge do controle porque três ou quatro viram baderneiros e não querem conversar. Só vociferar”, criticou.

Botareli, por sua vez, diz que a categoria tem 25 mil trabalhadores e avisou que a classe seguirá com protestos em todo Estado.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions