A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

28/07/2009 20:19

PT acata recurso contra Cabreira e dá prazo para defesa

Redação

A executiva regional do PT, presidida pelo deputado estadual Amarildo Cruz, se reuniu nesta tarde para julgar recurso contra a absolvição do ex-presidente regional do partido, Mariano Cabreira. Segundo o deputado, o diretório acatou o recurso e notificará Cabreira, que terá prazo de dez dias para se defender.

O recurso foi apresentado por Walber Noleto, Elza Jorge, Paula Terra e Sandro Fantini, que também apresentaram a acusação de infidelidade partidária no diretório municipal. Só que, em julgamento realizado no dia 15, a executiva presidida pela vereadora Thais Helena decidiu absolver Cabreira.

Ele foi acusado de infidelidade partidária. Durante as eleições municipais do ano passado, apoiou o então candidato a vereador Clemêncio Ribeiro (PMDB) e declarou à imprensa que trabalharia na campanha à reeleição do prefeito Nelsinho Trad (PMDB).

Cabreira se defendeu das acusações ressaltando os anos dedicados ao partido, sua história de militância no PT e pediu desculpas por erros que cometeu. Ele argumentou que nunca fez campanha para Nelsinho e que nas eleições passadas, por estar magoado com dirigentes da sigla, fez declarações impensadas.

Em relação à sua participação na campanha do vereador Ribeiro, Cabreira ressaltou que ele também já fez parte do "ninho petista", explicando que apenas prestou serviços organizacionais, mas não pediu votos.

Decisão - O diretório regional do PT pretende encaminhar amanhã a Cabreira a notificação da decisão. "Depois de sua defesa, o partido decidirá se o mantém no quadro de filiados ou o expulsa".

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions