A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 21 de Janeiro de 2018

28/03/2013 15:37

PT/MS sai de encontro em SP vendo Delcídio como "prioridade" em MS

Zemil Rocha
Marcus Garcia é candidato à reeleição para o comando do PT em MS (Foto: Arquivo)Marcus Garcia é candidato à reeleição para o comando do PT em MS (Foto: Arquivo)

O presidente regional do PT, Marcus Garcia, garante que a prioridade nacional do partido em Mato Grosso do Sul é a candidatura do senador Delcídio do Amaral ao governo do Estado. “O caminho que a direção nacional vê é a priorização da candidatura de Delcidio ao governo do Estado. E esse é o diálogo com os demais partidos”, informou ele, ao ser indagado se não seria mais relevante para o partido ampliar o apoio eleitoral à presidente Dilma Roussef no Estado, com a participação do PMDB, mesmo que não houvesse palanque único.

Marcus Garcia participou no começo desta semana de encontro de representantes estaduais do PT com o comando nacional da legenda, em São Paulo (SP), para avaliar a conjuntura nacional e os preparativos para as eleições internas, o chamado Processo Eleitoral Direto (PED), que ocorrerá em novembro. Segundo o dirigente estadual, não houve nenhuma orientação nacional sobre a condução das alianças locais. “Não teve deliberação sobre ação nossa aqui até porque tem de avaliar desenvolvimento nas conversações, que tem de ser afuniladas”, argumentou.

Para ele, a candidatura de Delcídio do Amaral é “extremamente competitiva” e em torno dela podem ocorrer adesões que desemboquem no fortalecimento do apoio a Dilma em Mato Grosso do Sul. Considera que há uma tendência muito forte de aglutinação a favor de Delcídio. “O resultado das últimas eleições em Mato Grosso do Sul mostra uma tendência muito forte do eleitorado em apostar numa candidatura do PT”, avaliou Garcia.

A direção nacional do PT, segundo Marcus Garcia, vê para 2014 a candidatura de Delcídio “com respaldo e apelo popular” e não vê chance para uma eventual candidatura do PMDB. A questão do apoio a Dilma, para o dirigente petista, é questão interna a ser definida pelo PMDB regional.

Mesmo que o PMDB regional decida apoiar Dilma no Estado, Garcia descrê que ela suba em outro palanque que não seja o do senador Delcídio do Amaral. “A direção nacional do PT e coordenação da campanha da Dilma vão repetir modelo de 2010; vão vir aqui apoiar a candidatura do PT”, disse.

Nenhuma possibilidade, por enquanto, pode ser descartada, na opinião do presidente regional petista. “O PT está aberto ao diálogo com todos os partidos, inclusive com o PMDB”, garantiu o dirigente.

Eleição do PT – O presidente regional do PT, Marcus Garcia, é candidato à reeleição na disputa pelo comando da legenda no Estado, com apoio declarado do senador Delcídio do Amaral. A eleição está marcada para acontecer no dia 10 de novembro.

Já há uma dissidência, também declarada, a do vereador Zeca do PT, que já deixou claro que vai disputar o comando regional do partido.

Para Marcus Garcia, a história mostra que sempre são ricas as opções e disputas no PT. “É natural do PT esse debate interno. Foi assim das outras vezes e dessa vez também não será diferente”, prognosticou.

 



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions