A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 20 de Julho de 2018

11/06/2014 12:00

Puccinelli ataca 14 meses de paralisia e chama Bernal de “anta”

Aline dos Santos e Helton Verão
Sou um pai que não quer ver a filha [Campo Grande] rodando bolsinha na Costa e Silva, disse o governador. (Foto: Cleber Gellio)"Sou um pai que não quer ver a filha [Campo Grande] rodando bolsinha na Costa e Silva", disse o governador. (Foto: Cleber Gellio)

A entrega da primeira etapa do residencial Nelson Trad, no Jardim Carioca, foi marcado pelo discurso inflamado do governador André Puccinelli (PMDB) nesta quarta-feira em relação ao prefeito cassado de Campo Grande, Alcides Bernal (PP). Por diversas vezes, Bernal foi chamado de “anta” e “ex” pelo governador. O discurso também teve espaço para expressões “171” e “rodar bolsinha”.

Próximo ao prefeito Gilmar Olarte (PP), que assumiu em março deste ano, Puccinelli elogiou o entendimento do atual gestor com o governo e Câmara Municipal. “Quando o 'ex' ia se reunir comigo, sempre vinha sozinho. Não queria saber de ninguém, nunca”, disse o governador.

Segundo Puccinelli, as obras que começaram em 2012 ficaram paradas “misteriosamente” por14 meses, período que corresponde à administração de Bernal.

“Não sou candidato de nada. Sou um pai que não quer ver a filha (Campo Grande) rodando bolsinha na Costa e Silva. Ou o filho que começa experimentar maconha e não para mais”, disse.

Voltado para Olarte, o governador aconselhou o prefeito a ter conduta diversa do antecessor. “Prefeito, não faça como a 'anta', não brigue com a Câmara. O 'ex' era um sujeito 171, que falava bem, enganou o povo. Vou confessar para vocês que quase me enganou também, quase me levou nessa. A verdade é que minha filha Campo Grande regrediu nesses 14 meses. Tudo culpa de quem elegeu a 'anta'”, disse, em lágrimas. O número 171 é relativo ao crime de estelionato.

Num tom de crítica, Puccinelli garantiu que só 22% assumem o voto em Alcides Bernal. “Provavelmente, vou ganhar mais um processo do 'ex', mas vou provar que ele ficou só sentado com bunda na cadeira. Campo Grande vai parar de rodar bolsinha na Costa e Silva e parar de fumar maconha”.

Favela – No discurso, Puccinelli criticou a volta das favelas a campo Grande, que ficou conhecida por ser a única Capital sem moradias em condições precárias. “A cidade viveu um desfavelamento, ficou sem favela, mas voltou a ter nos últimos 14 meses”.

A reportagem tentou entrar em contato com o prefeito cassado Alcides Bernal, mas ele informou que estava ocupado e não poderia falar.



Nessa parte eu tiro o chapéu pro Andre, vai ser difícil um prefeito que faça mais por Campo Grande como o Andre fez.
 
Marcos Wild em 11/06/2014 16:42:30
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions