A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

27/11/2013 11:25

Puccinelli “cutuca” adversários e diz que PT flerta, mas não amassa

Aline dos Santos
Governador autorizou  hoje a transferência de R$ 9,2 milhões (Foto: Cleber Gellio)Governador autorizou hoje a transferência de R$ 9,2 milhões (Foto: Cleber Gellio)

Os partidos adversários ganharam alfinetadas do governador André Puccinelli (PMDB), durante discurso nesta quarta-feira na Assembleia Legislativa. O PT, tradicional opositor no cenário regional, foi lembrado pela volúpia nas investidas para coligações em 2014.

“O PT, que não nos acha tão mais defeituosos como antes, nos namora com intensidade, volúpia. Quer se atirar em cima. Flertamos sim, mas não chegou ao amasso ainda”, declarou o governador.

Sobre a paquera, ele arrematou dizendo que o flerte não vai evoluir, pois o PMDB terá candidato próprio. Alusões à relações amorosas e coligações já fazem parte do repertório do governador, que em 2009 causou furor ao dizer que o Partido dos Trabalhadores e ele foram ao “motel político”.

O pré-candidato do PMDB para sucessão ao governo é o ex-prefeito de Campo Grande, Nelsinho Trad, que atualmente é secretário estadual. Já o PT deve lançar o senador Delcídio do Amaral.

No entanto, em âmbito nacional, Puccinelli se comprometeu a fazer campanha para reeleição da presidente petista Dilma Rousseff. “Por questão de gratidão, eu estou com ela. A ingratidão é o pior dos defeitos”, afirmou.

O deputado Rinaldo Modesto (PSDB), irmão da vereadora Rose Modesto, cotada para disputar o governo ou ser vice na chapa dos tucanos, teve menções em especial no discurso do governador.

Numa das passagens, e sempre em tom de brincadeira, Puccinelli citou que o deputado estava com febre de 43ºC ao pedir emendas no valor de R$ 1,6 milhão, dobro dos atuais R$ 800 mil. Em outro ponto do discurso, disse o nome do deputado e contou uma história.

Segundo Puccinelli, um tribuno, na Câmara Federal, recebeu interpelação durante discurso que dava “uma no cravo e outra na ferradura”. O reclamante recebeu a resposta que a culpa era dele mesmo. “O senhor não fica parado para que eu possa ferrá-lo”. As declarações arrancaram risadas do público.

Da graça, o governador passou à emoção. Em lágrimas, reafirmou que o PMDB quer eleger uma mulher senadora. O recado foi para a vice-governadora Simone Tebet, que vai disputar a eleição em 2014. O governador autorizou hoje a transferência de mais de R$ 9,2 milhões de recursos do Fundo Especial de Saúde para os municípios.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions