ACOMPANHE-NOS    
JANEIRO, QUINTA  27    CAMPO GRANDE 25º

Política

Puccinelli desiste de demitir indicados por aliados no Governo do Estado

Por Wendell Reis | 22/03/2012 13:37

O governador André Puccinelli (PMDB) declarou na manhã desta quinta-feira (22) que não deve demitir os indicados pelo PPS e PSDB a cargos no Governo do Estado. “Decidiu não tirar. É eleição municipal. Não pode misturar”, garantiu.

No dia 13 de março Puccinelli declarou que poderia estender as demissões que vão ocorrer no secretariado municipal para o Governo do Estado. As demissões na administração de Nelson Trad (PMDB) em Campo Grande ocorrem porque o PPS e o PSDB decidiram indicar Athayde Nery e Reinaldo Azambuja, respectivamente, para enfrentar Edson Giroto na disputa pela Prefeitura de Campo Grande em outubro.

“Como vou demitir a Tereza (Tereza Cristina Corrêa da Costa, secretária de Desenvolvimento Agrário, da Produção, da Indústria, do Comércio e do Turismo)?”, questionou o governador. Tereza é indicada do PSDB para o cargo no Governo do Estado. Quanto aos cargos ocupados por ex-prefeitos no Governo, Puccinelli explicou que ainda tenta manter nas funções o ex-prefeito de Ribas do Rio Pardo, José Domingues Ramos (Zé Cabelo), e o ex-prefeito de São Gabriel do Oeste, Adão Rolim.

No dia 30 de março devem ser exonerados por Trad Carlos Alberto de Assis, da Funesp, Maria Cecília Amêndola, secretária de Educação, Luiza Ribeiro, diretora da Funsat (Fundação Social do Trabalho), Roberto Figueiredo, que preside a Fundação de Cultura, e o diretor do IMPCG (Instituto Municipal de Previdência de Campo Grande), Cézar Galhardo.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário