A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

19/03/2012 16:03

Secretários apresentam relatório nesta terça e deixam cargo no dia 31

Wendell Reis

PSDB e PPS não desistiram da candidatura e decidiram pela saída de seus secretários

Prefeito não conseguiu convencer os partidos aliados a apoiarem Edson Giroto em Campo Grande(Foto: Marlon Ganassin)Prefeito não conseguiu convencer os partidos aliados a apoiarem Edson Giroto em Campo Grande(Foto: Marlon Ganassin)

Os secretários da Prefeitura de Campo Grande, Maria Cecília Amêndola, da Educação, Carlos Alberto de Assis, Esporte, Luiza Ribeiro, Fundação Social do Trabalho, e Roberto Figueiredo, Fundação de Cultura, bem como Cézar Galhardo, responsável pelo IMPCG (Instituto Municipal de Previdência de Campo Grande) devem deixar seus cargos até o dia 31 de março.

Nesta terça-feira (20) os secretários se reúnem com o prefeito Nelson Trad Filho (PMDB) para apresentar um relatório do que foi feito, está fazendo e ainda tem para fazer nas respectivas secretarias. “O barco está andando. Não pode deixar à deriva”, explica Carlos Alberto de Assis.

Nesta segunda-feira (19) Trad revelou que reunirá com os secretários amanhã para que eles digam qual foi a orientação que receberam das lideranças de seus partidos. “Amanhã vão dizer se vai ter saída. Se tiver é no dia 31 de março”.

Ao ser indagada nesta terça se defende a candidatura própria do PSDB, Maria Cecília declarou que não é uma questão sua e sim de um pensamento coletivo. “Não é pessoal e sim partidário”, resumiu.

O presidente municipal do PSDB garantiu que o partido não mudou o posicionamento e vai manter a pré-candidatura de Reinaldo Azambuja em Campo Grande. O pré-candidato do PPS, Athayde Nery também garante que o partido não desistirá e que a saída dos secretários é certa. Entretanto, esclarece que o que está sendo feito é uma saída da maneira mais tranquila possível.

Na sexta-feira (16) o prefeito declarou que lutaria até o fim para a permanência dos secretários, mas confidenciou que isto estava relacionado a uma aliança com seus partidos. Entretanto, conforme as declarações dos líderes dos partidos, PPS e PSDB não devem desistir de enfrentar o candidato do PMDB, deputado federal Edson Giroto (PMDB), nas eleições de outubro.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions