A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

27/01/2011 18:47

Puccinelli não vê problemas em PMDB e PT na Mesa Diretora da Assembleia

João Humberto e Aline dos Santos
Governador voltou bastante animado das férias e diz que é a primeira vez que não coloco a mãon nessa cumbuca. (Foto: João Garrigó).
Governador voltou bastante animado das férias e diz que "é a primeira vez que não coloco a mãon nessa cumbuca". (Foto: João Garrigó).

Momentos antes de dar pontapé inicial à reunião com seu grupo de secretários estaduais, diretores presidentes de autarquias, comando da PM (Polícia Militar) e do Corpo de Bombeiros, o governador André Puccinelli (PMDB) disse ao Campo Grande News que não vê problema algum no elo de composição entre o PMDB e PT na Mesa Diretora da Assembleia Legislativa.

André foi informado de que negociações recentes apontam o retorno do deputado Jerson Domingos (PMDB) à presidência da Casa de Leis. Paulol Corrêa já é o nome certo para comandar a 1ª Secretaria, enquanto um nome do PT pode estar à frente da 2ª Secretaria.

“É a primeira vez que não coloco a mão nessa cumbuca”, frisa o governador, assegurando que alguns deputados estaduais, inclusive Cabo Almi, do PT, foram pedir sua bênção, bem como conselhos para saber o que irão fazer em relação à composição da Mesa Diretora.

Segundo Puccinelli, o deputado Onevan de Matos (PSDB) perguntou a ele se poderia se concorrer à 1ª Secretaria. “Eu disse que sim”, frisou.

Paulo Corrêa pediu sua bênção e o governador confirmou dizendo sim. Já Junior Mochi (PMDB) pediu conselhos sobre a votação. “Eu falei: aja conforme sua consciência”, esclareceu André, narrando que a mesma resposta foi dada a Cabo Almi, que agiu de acordo com Mochi.

Sobre o PT e PMDB à frente da Mesa Diretora, Puccinelli alegou que não vê nenhum problema e prefere não opinar nas eleições que acontecerão no início dos trabalhos parlamentares, no dia 1º de fevereiro.

Depois de alguns dias de férias, André retornou no início desta semana a Campo Grande. A reunião com seu grupo de trabalho está acontecendo no Centro de Convenções Arquiteto Rubens Gil de Camillo.



É claro que não existe problema algum em PT e PMDB administrarem juntos a Assembleia Legislativa. No Congresso Nacional isso é frequente, oposição e governo dividirem cargos na Mesa Diretora.
 
Marcos Roberto em 27/01/2011 07:48:50
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions