A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

26/04/2012 11:43

"Quem achar que não pode ser deputado, passar bem", diz André

Wendell Reis
Puccinelli explicou que na função de governador, tem que atuar igual a um pai e, no seu caso, lidando com 79 filhos (Minamar Junior)Puccinelli explicou que na função de governador, tem que atuar igual a um pai e, no seu caso, lidando com 79 filhos (Minamar Junior)

“A melhor maneira para o cara ser respeitado é falar a verdade” e “quem achar que não pode ser deputado, passar bem, vai para casa”, foram algumas das frases ditas pelo governador André Puccinelli (PMDB) na manhã desta quinta-feira (26) ao falar sobre a independência entre poderes.

Puccinelli afirmou que na função de governador, tem que atuar igual a um pai e, no seu caso, lidando com 79 "filhos", no caso o número de municípios de MS, já contando com Paraíso das Águas. Ele comentou que os únicos tributos arrecadados são ICMS e IPVA. Desta maneira, distribui 25% para os municípios, arrecadado na fonte e já distribuído pelo próprio banco, no caso o Banco do Brasil. Do que sobra, segundo o governador, 15% são usados para pagar a dívida com os municípios e 16,7% para os outros poderes.

O governador entende que é neste contexto que as coisas se complicam. Ele revela que quando entrou no Governo, o duodécimo, valor que é distribuído para os poderes, era de 19,15%. Mas, teve que ser diminuído, em um total de 2,5%, o que lhe custou 12,5 milhões. “Não é justo o papai arrecadar e o filho dizer: quero R$ 500 mil de mesada”.

Puccinelli afirmou que os poderes são independentes e harmônicos, mas que não tem “grana na medida que quer, mas na medida que a lei determina". O governador lembra que o duodécimo do Judiciário era de 6,8% e agora é 6,3%. Já o da Assembleia era 3,7% e retirou-se 0,5% para passar para o Judiciário.

No caso do Ministério Público, o valor subiu e passou de 3,3% para 3,7%, que também foram pegos da Assembleia. Já no caso do Tribunal de Contas do Estado, o percentual caiu de 2,1% para 1,9%. Porém, quando perceberam que o valor não pagava nem o custeio, este percentual aumentou para 2%.

“Em resumo, daquilo que era o percentual do inicio do Governo, diminuiu. Mas, a grana, quantidade, aumentou, porque a arrecadação dobrou. Não é quanto eu quero. É quanto tem de disponibilidade para todos”.

Reforma da Previdência deve ser votada na semana que vem, diz Meirelles
A reforma da Previdência deve ser votada na semana que vem, de acordo com o ministro da Fazenda Henrique Meirelles. A declaração foi dada na noite de...
Quanto mais reforma demorar, mais dura será correção, diz ministro
Caso o governo não consiga aprovar a reforma da Previdência ainda este ano, conseguirá em 2018, disse hoje (11) o ministro do Planejamento, Dyogo Oli...


Existe a lei da "RESPONSABILIDADE FISCAL", as folhas de pgtº em dia já temos o governos consecutivos que vem sendo pagas em dia concorda comigo? E quanto as obras para todo lado concordo contigo, mas não sejamos ingênuos, pois sabemos como o governador e o candidato a prefeito (dele) trabalham, agora que ele é arrogante e ESPERTO é mesmo, meu voto esse sujeito não tem mais e de muita gente.
 
Jorge Augusto em 27/04/2012 11:31:37
Putz ainda tem jente que acredita houve democracia no Brasil como postado ai
 
Lucas mendes em 27/04/2012 10:50:51
Bom dia Sr Pulo Oliveira, li o seu comentário, percebi que o Sr talvez tenha se frustado com as boas realizações que podemos ver durante o mandato do Governador, o Sr viu como anda a folha de pagamento do funcionalismo, tudo em dia não! obras para todo o lado, é bom que se perceba que administrar o dinheiro público precisa responsabilidade. Não é Dep que manda no orçamento, nem na arrecadação, abraços
 
Romaldo Milani em 27/04/2012 10:34:00
Isso que é Governador, tem que falar mesmo a verdade e enfretar os problemas e os desafetos de frente e não ficar fazendo arodeios e fazendo acordos com Deus e com o diabo. Nunca votei no André, pois estou a tempos em Brasília, mas acompanho e apoio.
 
MARCIANO BATISTA FERREIRA em 27/04/2012 08:49:42
IISO NÃO É ARROGANCIA, É SABER ADMINISTRAR COISA QUE O GOVERNADOR PASSADO NÃO SABIA NEM CUIDAR DE UM VIVEIRO DE DUAS TARTARUGAS, QUE DIRÁ DE UM ESTADO, TENHO CERTEZA QUE SE TIVESSE MAIS UMA ELEIÇÃO O NOSSO GOVERNADOR SERIA ELEITO COM PÉ NAS COSTAS
 
André Luiz em 27/04/2012 08:28:06
bom dia a todos o governador explica tudo isso é bom ele tem capacidade ele foi um bom prefeito e esta sendo um bom governador por isso nos temos que ver que aplica bem o nosso dinheiro pois nos temos que confiar nele explica tudo o que se passa eu não tenho nada a falar dele pois ele faz muitas obras trabalha muito bem e time que esta ganhando não se mexe falou gente vamos trabalhar doutor andré
 
ana maria ardaia dos santos em 27/04/2012 07:34:35
Parabéns qu ao dep. tita que teve a coragem de falar o que realmente se passa .
Quanto ao sr governador tem que se lembrar que a ditadura ja acabou faz tempo ,o povo pintou a cara e foi para rua gritanda (DIRETAS JÁ ) mas não fica triste não sr Tita Deus é maior e é justo .
 
elizabete queiroz em 26/04/2012 10:00:01
Muito pelo contrario,Paulo OLiveira,MS agora esta sendo bem administrado,assim como foi nossa capital,quando o entao governador foi prefeito.O imposto que pagamos é muito alto,e de alguma forma precisamos ver nosso dinheiro ser bem aplicado.Sabemos que existe até algumas irregularidades,pos a corrupcao esta alastrada na humanidade,mas temos que admitir que no caso de MS,a coisa já foi bem pior.
 
Lauro Bial em 26/04/2012 09:46:27
"homo est absentis in hoc consilium".........................SE FOSSE NA ÉPOCA DE MEUS AVÓS,ESTA BRAVATA HAVIA ACABADO FAZ TEMPO.............
 
ricardo terra em 26/04/2012 04:54:25
Ta certinho governador.....tem que ser assim mesmo....Não me recordo de nenhum governador melhor do que vc nesse estado......Pois esse povo quer mordomia....
 
gualter eugenio em 26/04/2012 03:49:56
Tá certo governador. Alguém precisa ter o controle do dinheiro, dinheiro do nosso imposto. Não se pode deixar a vontade, como sempre foi feito neste estado. Gasta-se e não presta conta pra ninguém, é um absurdo. O dinheiro do povo deve ser bem aplicado. E isso, parece, o senhor tem feito com competência.
 
Pedro Ferreira de Almeida em 26/04/2012 02:43:52
O povo não agradece a saída dele, ao contrário, lamenta.. Só sairá porque não pode disputar outra reeleição. Se pudesse continuaria graças ao povo de MS que sempre agradece a candidatura dele com votos para elege-ló para representar bem o Estado. Uma pequena minoria como o Paulo Oliveira que agradece, com certeza por razões particulares. Se ele quiser voltar daki 4 anos ele volta, ele sabe disso.
 
Antônio Carlos em 26/04/2012 02:21:32
É o primeiro aviso!!!!!!!!!!! cuidado Diogo Tita, acho que você não ganhará nem pra presidente de clube de mãe em Paranaiba. é assim que o homem haje.
 
wilson galeano em 26/04/2012 01:41:56
Como é arrogante esse governador hein! ainda bem que esse é o ultimo mandato dele, o povo de Mato Grosso do Sul agradece a saída dele.
 
Paulo Oliveira em 26/04/2012 01:26:00
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions