A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

23/06/2010 06:47

Rachado, PTB vai para convenção confirmar apoio a André

Redação

O PTB de Mato Grosso do Sul vai rachado para a convenção de hoje à tarde, quando deve referendar o apoio à reeleição do governador André Puccinelli (PMDB).

Isso porque várias lideranças e filiados ao partido não concordaram com o rumo que o PTB tomou nas eleições deste ano e prometem se rebelar na convenção de hoje, que tem início às 13h, na sede da sigla.

Uma ala dissidente pretende colocar o nome do ex-governador Zeca do PT para apreciação dos convencionais.

A direção petebista garante que isso não será possível, já que não houve registro na secretaria do partido em tempo hábil, ou seja, 48 horas antes da convenção.

Se não for possível colocar o nome de Zeca para apreciação, os dissidentes prometem ir à Justiça.

Alguns filiados podem deixar o PTB se a aliança com André for realmente referendada. Entre eles, o advodado Antônio Trindade, o pecuarista Italívio Coelho Neto e o suplente de senador Antônio João Hugo Rodrigues.

"Estou esperando um pouco. Se o PTB 'pussinelar', devo mesmo sair", garantiu Antônio João.

O presidente da Acrissul, Chico Maia, diz que não tem motivos para deixar o partido, já que não vai concorrer a cargo eletivo. Mas deixa clara sua discordância com a aliança firmada.

Por outro lado, o presidente nacional do partido, Roberto Jefferson, esteve em Campo Grande recentemente e reafirmou a posição do PTB de ficar com Puccinelli.

Esclareceu que, durante muito tempo, deixou as portas abertas aos petistas, mas que eles não demonstraram interesse na aliança.

Jefferson não demonstrou preocupação com o fato dos rebeldes colocarem para análise o nome de Zeca. Ele acha que a proposta vencedora será de união com o grupo de Puccinelli.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions