A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

22/03/2010 17:28

Radialista diz que vereador recebeu R$ 52 mil em diárias

Redação

O radialista Cleber Gaeta, filho do vereador Vicente Gaeta (PT), reagiu às denúncias contra seu pai, de que foi funcionário fantasma da Câmara Municipal de Aquidauana, a 138 quilômetros da Capital.

Ele disse que o vereador Cipriano Mendes Costa (PT), autor das denúncias, também é alvo de investigação do MPE (Ministério Público Estadual). Ele estaria sendo investigado por receber R$ 52 mil em diárias entre os anos de 2007 e 2008.

Para participar de um congresso em Curitiba (PR), entre os dias 26 e 30 de abril de 2008, Costa teria recebido R$ 4 mil em diárias. Outro caso é a participação de reunião com deputados federais e senador em Brasília, nos dias 26 e 27 de abril, que teriam rendido R$ 1,6 mil.

Gaeta afirmou que denunciou as supostas irregularidades na rádio comunitária de Aquidauana, o que levou Costa, líder do prefeito na Câmara, a denunciar seu pai e sua irmã, Heloísa Gaeta, ao MPE.

Contudo, o radialista afirmou que Gaeta era funcionário da Câmara Municipal. Ele era assessor dos presidentes. "Ele não era fantasma", contou, por telefone. E afirmou também que o prefeito tem contratos investigados pelo MPE, como o de R$ 1 milhão firmado com uma agência de publicidade e de R$ 67 mil para o show pirotécnico.

O radialista Cleber Gaeta, filho do vereador Vicente Gaeta (PT), reagiu às denúncias contra seu pai, de que foi funcionário fantasma da Câmara Municipal de Aquidauana, a 138 quilômetros da Capital.

Ele disse que o vereador Cipriano Mendes Costa (PT), autor das denúncias, também é alvo de investigação do MPE (Ministério Público Estadual). Ele estaria sendo investigado por receber R$ 52 mil em diárias entre os anos de 2007 e 2008.

Para participar de um congresso em Curitiba (PR), entre os dias 26 e 30 de abril de 2008, Costa teria recebido R$ 4 mil em diárias. Outro caso é a participação de reunião com deputados federais e senador em Brasília, nos dias 26 e 27 de abril, que teriam rendido R$ 1,6 mil.

Gaeta afirmou que denunciou as supostas irregularidades na rádio comunitária de Aquidauana, o que levou Costa, líder do prefeito na Câmara, a denunciar seu pai e sua irmã, Heloísa Gaeta, ao MPE.

Contudo, o radialista afirmou que Gaeta era funcionário da Câmara Municipal. Ele era assessor dos presidentes. "Ele não era fantasma", contou, por telefone. E afirmou também que o prefeito tem contratos investigados pelo MPE, como o de R$ 1 milhão firmado com uma agência de publicidade e de R$ 67 mil para o show pirotécnico.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions