A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 25 de Setembro de 2018

16/03/2018 11:43

Reforma da Previdência deve ficar para ano que vem, admite Marun

Outra possibilidade, segundo o ministro, é o presidente eleito entender a urgência da medida e tentar mobilizar o Congresso

Mayara Bueno e Leonardo Rocha
Ministro da secretaria de Governo, Carlos Marun.
(Foto: Arquivo).Ministro da secretaria de Governo, Carlos Marun. (Foto: Arquivo).

O ministro da secretaria de Governo da Presidência da República, Carlos Marun (MDB), disse que a reforma na Previdência deve mesmo ficar para 2018. A afirmação foi feita nesta sexta-feira (dia 16), durante audiência pública sobre as obras na BR-163, na Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul.

Marun também levanta a possibilidade de o vencedor da eleição para presidente, este ano, entender que a reforma é importante e tentar mobilizar o Congresso.

"O vencedor precisa ter esse viés reformista. Se ele não tiver, a reforma não será votada esse ano e não sabemos se será votada depois".

Até então, a votação da Previdência era prioridade no governo federal. Contudo, com a situação de violência vivida no Rio de Janeiro, a União resolveu submeter o estado carioca à intervenção militar. O foco, então, precisou ser exclusivo neste caso, também porque a tramitação de ambos projetos poderia causar problemas jurídicos.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions