A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

01/01/2015 16:02

Reinaldo assume, reduz salário em 50% e anuncia mutirão na saúde

Edivaldo Bitencourt e Leonardo Rocha
Reinaldo Azambuja faz o juramento após ser empossado governador (Foto: Alcides Neto)Reinaldo Azambuja faz o juramento após ser empossado governador (Foto: Alcides Neto)

A Assembleia Legislativa empossou, na tarde de hoje, Reinaldo Azambuja (PSDB) como novo governador de Mato Grosso do Sul. Em um discurso emocionado, ele citou o pai e anunciou as primeiras medidas. O tucano reduzirá o próprio salário pela metade e levará mutirões de saúde para várias regiões do Estado.

Em um plenário lotado, Reinaldo foi empossado governador pelo presidente da Assembleia, deputado estadual Jerson Domingos (PMDB). Em seguida, o governador fez o primeiro discurso.

“É um dia de muita emoção”, admitiu. “É o mais grandioso sonho de um homem público”, frisou, sobre o fato de se tornar governador do Estado, que irá administrar um orçamento de R$ 13 bilhões e comandar uma máquina composta por 66 mil servidores públicos estaduais.

O tucano emocionou-se e embargou a voz ao lembrar da doença e morte do pai, ainda quando jovem, que o obrigou a abandonar os estudos e assumir os negócios da família. “Aprendi com o meu pai que palavra empenhada deve ser cumprida”, ressaltou, sobre as promessas feitas durante a campanha eleitoral.

Primeiras medidas – Reinaldo anunciou a primeira medida, que será a redução do salário de governador pela metade. Como os deputados estaduais aprovaram o aumento no vencimento pago ao chefe do Executivo a partir deste ano, que pode subir de R$ 26,5 mil para R$ 32,4 mil – vai acompanhar o reajuste aprovado no salário do ministro do Supremo Tribunal Federal. Neste caso, o vencimento deve ser reduzido para R$ 16,4 mil.

Ele disse que reduzirá o salário pela metade para dar o exemplo das medidas de austeridade que pretende implementar. “Vamos reduzir os custos e enxugar a máquina. E para dar o exemplo, vou cortar meu salário pela metade”, anunciou.

“Não seremos condescendentes com o aparelhamento do Estado”, frisou. Reinaldo prometeu cumprir a vontade popular, que o escolheu para apostar na mudança. “Carrego a minha alta responsabilidade de assumir este Governo onde a população demonstrou e manifestou o desejo indiscutível de mudança no estilo, na prática política e nas prioridades do Governo”, afirmou.

Governador se emocionou ao lembrar a morte precoce do pai (Foto: Alcides Neto)Governador se emocionou ao lembrar a morte precoce do pai (Foto: Alcides Neto)

O tucano prometeu um governo que dialoga com o cidadão e com a sociedade.

“Vamos defender um estado eficiente, com serviços públicos decentes e fazendo as mudanças necessárias”, anunciou.

Uma das áreas priorizadas será a saúde, com a realização de mutirões em todas as regiões do Estado. Ele não especificou se as ações serão para zerar a espera por exames, consultas ou cirurgias eletivas.

E prometeu um Governo voltado para viabilizar projetos para os pobres. O governador destacou que a vice-governadora Rose Modesto (PSDB) assume a Secretaria de Direitos Humanos e Assistência Social com a missão de priorizar as ações voltadas para os mais carentes.

“Vamos colocar Mato Grosso do Sul no lugar onde merece”, prometeu. O discurso segue na Assembleia. Em seguida, Reinaldo concederá entrevista coletiva e segue para a transmissão do cargo na Governadoria.



Que o novo governador seja motivo de orgulho para os Sul-mato-grossenses.
 
wild em 01/01/2015 16:54:21
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions