A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 15 de Setembro de 2019

23/08/2019 10:49

Reinaldo cogita parceria com Exército para combater incêndios no Estado

Governador disse que Mato Grosso do Sul está aberto a negociar apoios para reduzir queimadas

Jones Mário e Leonardo Rocha
Governador Reinaldo Azambuja durante evento no Palácio Popular da Cultura (Foto: Kísie Ainoã)Governador Reinaldo Azambuja durante evento no Palácio Popular da Cultura (Foto: Kísie Ainoã)

O governador Reinaldo Azambuja (PSDB) disse, na manhã desta sexta-feira (23), que o Estado estuda parcerias para reduzir os focos de incêndios florestais em Mato Grosso do Sul. Entre os possíveis aliados citados está o Exército Brasileiro.

“Neste momento temos que somar esforços para diminuir o número de incêndios no Estado. Da nossa parte, estamos dispostos a fazer parcerias com governo federal, prefeituras e instituições. E também estamos dispostos a ajudar os países vizinhos”, revelou, após cerimônia de assinatura de concessão da Bolsa-Atleta, no Palácio Popular da Cultura.

A reportagem procurou o CMO (Comando Militar do Oeste) a fim de repercutir a possível parceria, mas não houve retorno até a publicação da matéria.

Azambuja disse ainda que a quantidade de incêndios em 2019 está no mesmo nível de anos anteriores. Segundo ele, existe apelo nacional contra as queimadas, evidenciada pelos incêndios na Amazônia, assunto comentado no Mundo todo.

Na contramão do que apontou o tucano, a quantidade de focos de incêndio registrados este ano em Mato Grosso do Sul, de 4.142, supera em 286% o total de igual período de 2018, de 1.071. Os pontos de queimadas em 2019 também são os maiores dos últimos sete anos no Estado.

Com 2.268 focos, Corumbá é a segunda cidade do País do ranking de municípios com maior número de incêndios em 2019. A líder é Altamira (PA), com 2.481.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions