A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 23 de Julho de 2018

27/04/2018 18:47

Reinaldo reforça cobrança por segurança federal durante ato na fronteira

Durante anúncio e entrega de obras, governador critica ausência do governo federal e pede ação de polícias federais, Força Nacional e Exército

Humberto Marques
Governador fez anúncios de investimentos, vistoriou e entregou obras em Ponta Porã. (Foto: Chico Ribeiro/Subcom/Segov-MS)Governador fez anúncios de investimentos, vistoriou e entregou obras em Ponta Porã. (Foto: Chico Ribeiro/Subcom/Segov-MS)

Durante agenda pública nesta sexta-feira (27) em Ponta Porã –a 323 km de Campo Grande–, envolvendo a entrega de casas e investimentos no município, o governador Reinaldo Azambuja (PSDB) voltou a cobrar a presença das forças de segurança nacional na região de fronteira. A pauta vem sendo constantemente defendida pelo chefe do Executivo estadual, que chegou a defender o fechamento dos limites internacionais como forma de tolher a criminalidade.

“Sabemos que essa região é extremamente sensível na questão da segurança pública, mas o Estado está fazendo a sua parte. Quem está ausente nas fronteiras é o governo federal. Precisam vir para cá a Polícia Rodoviária Federal, Polícia Federal, Força Nacional e Exército brasileiro, blindando as fronteiras do Paraguai e da Bolívia. Isso é obrigação do governo federal”, afirmou o governador.

O governo questiona a falta de estrutura federal para a vigília dos mais de mil quilômetros de fronteiras com Paraguai e Bolívia. Ele chegou a elogiar iniciativas como o Sisfron, do Exército, mas criticou o fato de o programa sofrer cortes no orçamento constantemente.

Reinaldo ainda questiona o fato de o Estado ser obrigado a arcar com despesas com os presos por tráfico de drogas e armas, crimes que seriam responsabilidades da União. Segundo ele, quase metade dos 15,3 mil detentos do sistema prisional estadual respondem por tais crimes –o governo move ação no STF (Supremo Tribunal Federal) cobrando ressarcimento dos gastos com esses detentos do governo federal.

Agenda – Em Ponta Porã, Reinaldo assinou ordens de serviço para instalação de drenagem e pavimentação na avenida Jamil Saldanha, viabilizada por emenda do deputado federal Vander Loubet (PT), e outras vias com recursos estaduais. Ainda foram entregues 58 kits com smartphones, uniformes e bolsas para agentes de controle de endemias.

Em parceria com a prefeitura, são realizadas a instalação de dez quilômetros de drenagem e outros 20 de recapeamento, incluindo a avenida Brasil, a principal da cidade. Em quatro anos, o Estado contabiliza investimentos de R$ 136 milhões na cidade, em áreas como saúde, educação e infraestrutura.

Ao lado do prefeito Hélio Pellufo (PSDB), foi assinada autorização para licitar as obras de cobertura da quadra de esportes da Escola Municipal São João e de seis postos de saúde; e para o início da implantação de drenagem e pavimentação em bairros como o Alegrete I e II. O governador visitou também obras de pavimentação da prefeitura no bairro Altos da Glória.

No Loteamento Ponta Porã I, foram confirmadas moradias para 50 famílias, envolvendo uma obra iniciada em 2010 e não concluída, que foi foi executada com recursos da União, contrapartida do Estado e terreno doado pela Prefeitura.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions