A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 18 de Setembro de 2018

30/07/2018 09:03

Reunido, MDB explica troca de candidatura nesta manhã

Ministro Carlos Marun e o presidente municipal do partido, Ulisses Rocha, já chegaram no diretório municipal

Mayara Bueno e Kleber Clajus
Sede do MDB em Campo Grande. Cúpula se reúne no local para discutir candidatura. (Foto: Kleber Clajus).Sede do MDB em Campo Grande. Cúpula se reúne no local para discutir candidatura. (Foto: Kleber Clajus).

A cúpula do MDB se reúne na manhã desta segunda-feira (dia 30) para avaliar a troca de candidatura do partido. Até então pré-candidato, o ex-governador André Puccinelli, que está preso, foi substituído pela senadora Simone Tebet.

Segundo o presidente municipal da legenda, Ulisses Rocha, o encontro, previsto para o fim da manhã, vai discutir também a repercussão que a mudança poderá ter no quadro de alianças.

O movimento no diretório é intenso. Além de Ulisses, o ministro da secretaria de Governo, Carlos Marun, chegou há pouco no local. Ainda segundo o presidente, é aguardada também a chegada da deputada federal do DEM, Tereza Cristina. "Estamos trabalhando para manter o que temos [de apoio], mas falta o DEM decidir", afirma o dirigente.

Agora pré-candidata, Simone está a caminho de Brasília e deve retornar na quinta-feira (dia 2) para ajustar os detalhes da convenção do MDB, marcada para sábado (dia 4).

Sobre a senadora, o presidente destacou como pontos positivos o fato de ser alguém com carreira jurídica e que já foi prefeita. O que está certo, por enquanto, é parlamentar como candidata ao governo e o senador WaldemirMoka como candidato à reeleição no cargo. Ainda resta ser definida a vaga de vice.

Troca - A substituição de candidatos dentro do partido foi anunciada no domingo (dia 29). As lideranças entenderam que a candidatura do ex-governador não fazia mais sentido. Preso desde 20 de julho, Puccinelli já tentou liberdade no TRF3 (Tribunal Regional Federal da 3ª Região) e no STJ (Superior Tribunal de Justiça). Ambos negaram o pedido e mantiveram o ex-chefe do Executivo estadual preso.

O presidente do MDB afirmou, nesta manhã, que a defesa estuda o próximo recurso, que deve ser ingressado no STF (Superior Tribunal Federal).



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions