A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 18 de Agosto de 2017

18/05/2017 16:19

Roberto Freire pede para sair e ministério de Temer sofre segunda baixa

Paulo Nonato de Souza
O ex-ministro da Cultura, Roberto Freire, no momento da entrega do cargo ao presidente Michel Temer, em Brasília (Foto: Ueslei Marcelino/Reuters)O ex-ministro da Cultura, Roberto Freire, no momento da entrega do cargo ao presidente Michel Temer, em Brasília (Foto: Ueslei Marcelino/Reuters)

O Governo do Presidente Michel Temer acaba de perder mais um ministro em meio ao escândalo de corrupção. O primeiro a renunciar foi o ministro das Cidades, Bruno Araújo, do PSDB, e há pouco o deputado federal licenciado Roberto Freire (PPS-SP) comunicou sua saída do Ministério da Cultura, pasta que comandava desde novembro.

Freire apresentou sua renúncia ao ministro chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha, nesta tarde. Segundo a assessoria de imprensa do agora ex-ministro, ele já havia informado ao governo que, se o presidente Michel Temer não renunciasse ele deixaria o cargo.

Ainda de acordo com a assessoria, após as revelações da última quarta-feira (17) e a abertura de inquérito contra Temer no STF (Supremo Tribunal Federal), não havia mais como permanecer no governo.

Agora ex-ministro, Roberto Freire deve reassumir na Câmara dos Deputados. Ele é a segunda baixa oficial do governo Temer desde que o jornal O Globo revelou, ontem, que Temer foi gravado pelo empresário Joesley Batista, presidente da JBS, autorizando o pagamento de mesada para manter em silêncio o ex-deputado Eduardo Cunha, preso em Curitiba.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions