A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

17/11/2010 12:00

Saraiva deixa DEM municipal e Delei pode assumir partido

Redação

O vereador Airton Saraiva deve deixar o comando do DEM em Campo Grande no início do ano que vem. O nome mais cotado é o do suplente Delei Pinheiro, que está cotado para assumir cadeira na Câmara em 2011, a partir de acomodações políticas.

Delei ficou como segundo suplente na coligação, mas pode ganhar dois anos de mandato a partir da eleição de Alcides Bernal (PP) para deputado estadual e da indicação de Athayde Nery (PPS), primeiro suplente, como secretário municipal.

Saraiva confirmou ao Campo Grande News a troca de comando partidário logo após o recesso de fim de ano, garantindo ver o processo como "natural".

"Não temos impedimento em alternar, isso é bom para o fortalecimento do partido", comentou, sem no entanto dizer que nome defende para ser seu sucessor.

"Vamos discutir isso só no ano que vem, agora estamos envolvidos com orçamento", complementou, informando que o mandato provisório à frente do DEM de Campo Grande vence em dezembro, assim como em vários municípios de Mato Grosso do Sul.

Hoje pela manhã, durante sessão na Assembleia Legislativa, o vice-presidente regional do DEM, deputado Zé Teixeira, falou sobre as mudanças no comando partidário tanto regional quanto municipal.

Ele teceu algumas críticas a Saraiva, afirmando que o vereador "não tem competência" para presidir o DEM, já que deixou a sigla perder espaços na administração de Nelsinho Trad (PMDB).

"No primeiro mandato do Nelsinho conseguimos a Agência de Trânsito e a Emha, e no segundo mandato perdemos tudo, acho que ele não tem competência ou senão negociou alguma coisa pessoal", disparou o deputado.

Questionado sobre o nome que vai defender para a presidência municipal do DEM, Zé Teixeira foi reticente, afirmando apenas que vai continuar acompanhando politicamente Nelsinho e André Puccinelli (PMDB).

Coincidência, ou não, Delei Pinheiro é ligado politicamente ao campeão de votos para a Assembleia Legislativa, deputado Marquinhos Trad (PMDB), e que também é irmão de Nelsinho.

Quanto às críticas tecidas por Zé Teixeira, Saraiva disse que o DEM também não conquistou grandes espaços na administração estadual, e que isso deveria ser negociado pelo parlamentar.

"Eu também poderia ter reclamado que ele não pegou nada com o André", espetou, tentando "assoprar" em seguida. "Mas não quero aprofundar essa discussão, já apoiei o Zé Teixeira, apoiaria de novo, e só não me dediquei à candidatura dele nesta eleição porque estava coordenando a campanha do Murilo Zauith ao Senado", suavizou.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions