A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 22 de Agosto de 2017

29/08/2014 09:23

Secretário diz que Semy pediu para sair para não atrapalhar projetos

Leonardo Rocha
Secretario de governo, Rodrigo Pimentel, afirmou que saída de Semy não irá trazer prejuízos para projetos da prefeitura (Foto: Marcos Ermínio)Secretario de governo, Rodrigo Pimentel, afirmou que saída de Semy não irá trazer prejuízos para projetos da prefeitura (Foto: Marcos Ermínio)

O secretário municipal de Governo e de Relações Institucionais, Rodrigo Pimentel, afirmou que Semy Ferraz deixou o comando da Seintrha (Secretaria Municipal de Infraestrutura, Transporte e Habitação), para resolver problemas de foro íntimo e desta forma não prejudicar os projetos que estão em andamento na prefeitura municipal.

"Ele (Semy) entregou uma carta ao prefeito (Gilmar Olarte) explicando os motivos de sua saída, pois precisava de um tempo para resolver questões pessoais e não queria prejudicar o trabalho, já que estamos com obras aceleradas para serem entregues na Capital", ressaltou Pimentel.

De acordo com o secretário, a pasta foi assumida de forma interina por Kátia Maria Morais de Castilho, que foi presidente da Agetran (Agência Municipal de Transporte e Trânsito) e ocupava o cargo de secretária municipal adjunta da Seintrha.

"Ela já estava acompanhando o Semy em todas as obras e projetos, está por dentro de todas as atividades e recursos, não vai existir nenhum prejuízo", ponderou ele.

Pimentel destacou que nesta carta Semy elogiou os trabalhos e a maneira como está sendo conduzida a prefeitura, inclusive agradecendo a oportunidade de ter ficado a frente da Secretaria de Obras. "O prefeito entendeu sua decisão e aceitou seus motivos".

Segundo o secretário, não houve ainda discussão na prefeitura sobre uma possível volta de Semy no futuro ou se Kátia Morais será efetivada no cargo. "Estes pontos não foram avaliados ainda pelo executivo".

A exoneração de Semy Ferraz foi publicada, hoje (29), no Diário Oficial de Campo Grande, a sua sucessora irá comandar a pasta que irá conduzir investimentos de R$ 317 milhões na pavimentação de 60 bairros; o PAC Mobilidade Urbana, R$ 180 milhões na construção de corredores do transporte coletivo e novos terminais de ônibus; entre outros projetos.

O Campo Grande News tentou contato com o ex-secretário municipal, mas ele não atendeu às ligações.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions