A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 20 de Agosto de 2017

24/10/2013 17:00

Semy admite deixar a gestão Bernal se o PT decidir pelo rompimento

Zemil Rocha
Bernal pode perder Semy. Faço política coletivamente, diz o petista (Foto: arquivo)Bernal pode perder Semy. "Faço política coletivamente", diz o petista (Foto: arquivo)

Um dos principais secretários da administração do prefeito Alcides Bernal (PP), o petista Semy Ferraz, titular da pasta de Obras, garante que vai seguir a decisão do seu partido, caso o PT resolva romper com a atual administração municipal. Deixou claro, porém, que não acredita que isso vá acontecer, pois aposta num entendimento entre Bernal e o PT.

“A minha vontade é seguir orientação do partido. Sou um cara de partido. Tem de fazer política coletivamente”, afirmou Semy nesta tarde de quinta-feira, ao ser indagado se deixar a administração caso essa seja a decisão do PT, em reunião na próxima terça-feira (30). Semy informou que já foi convocado para a reunião e garantiu que vai participar.

Indagado sobre a posição que defenderá na reunião do PT, Semy respondeu: “Eu tenho que aguardar definição do partido. Não tenho uma posição. Quero ouvir o partido, as ponderações”.

Otimista, Semy acredita que o PT vai continuar apoiando Bernal e ajudando-o a superar a crise que ameaça seu mandato. “Acho que caminha para a gente ficar na administração, tentar fazer ajustes e ficar”, declarou.

Para o secretário petista, Bernal vai adotar as quatro recomendações feitas pelo PT através de um documento entregue a ele na última segunda-feira (21) pelo presidente do Diretório Municipal, Gildo Oliveira. No documento, o PT sugere, em tom de ultimato: composição imediata do conselho político que ajude ele a governar a cidade; nomeação imediata de um coordenador político da administração para estabelecer relação com as instituições e a Câmara; recomposição de seu governo com novos forças partidárias; e reabertura de diálogo com a Câmara.

O PT ocupa dezenas de cargos comissionados na Prefeitura de Campo Grande, mas os mais importantes são o comando da Secretaria de Infraestrutura, Transporte e Habitação, com Semy Ferraz, Secretaria de Assistência Social, com Thaís Helena, e da Agência Municipal de Habitação (Emha), Amilton Cândido.




Sinceramente o governo do Bernal deixa muito a desejar, totalmente ineficiente e amador, o único secretario que realmente demonstrou ter competência é o Semy Ferras, se ele sair ai sim nós campo-grandenses estaremos ferrados.
 
Carlos Lima em 25/10/2013 07:17:15
O Semy Ferraz entrou no mandato do Alcides Bernal por conta própria, agora que o barco ta afundando ta querendo fazer moral com o PT novamente... Fica Semy ajuda o cara.
 
Carlos Prato em 24/10/2013 18:55:43
SEMY POR FAVOR CADE O ASFALTO QUE JÁ IA PASSA A DRENAGEM TUDO PRONTO DE REPENTE PAROU TUDO, O PIOR NINGUEM DÁ EXPLICAÇOES , A VERBA FOI LIBERADA PELO MINISTERIO DAS CIDADES CADÊ. ESTOU FALANDO DO JARDIM ROSELANDIA , JARDIM MORENAO E OUTRAS RUAS.
 
rose alves em 24/10/2013 17:21:21
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions