A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

27/08/2013 10:20

Senador boliviano foi atendido por médico e chorou durante estadia em Corumbá

Aline dos Santos
(Prefeito e senador conversaram em hotel. (Foto: Lile Correa)(Prefeito e senador conversaram em hotel. (Foto: Lile Correa)

Próximo ao quarto que abrigou o exilado político Jânio Quadros, ex-presidente do Brasil, o senador boliviano Roger Pinto, 53 anos, recebeu atendimento médico e conversou com o prefeito de Corumbá, Paulo Duarte (PT), durante a passagem pelo hotel Santa Mônica.

No último sábado, após 21h30 de viagem de carro de La Paz (capital da Bolívia) à fronteira do Brasil, o político boliviano deixou para trás mais de 450 dias de confinamento em um quarto na embaixada brasileira, onde tinha status de asilado político.

“Agi por uma questão humanitária”, afirma Paulo Duarte, que levou um amigo médico para examinar o senador. Segundo o prefeito, Corumbá sempre auxilia os moradores do país vizinho. “Dessa vez, calhou de ser uma pessoa com representatividade nacional, que geraria essa situação toda”, diz Duarte. O prefeito lembra que a cidade presta auxílio na Saúde e tem 700 alunos de origem boliviana na rede municipal de ensino.

Duarte conta que o senador estava abatido e, por diversas vezes, chorou a falar de sua situação. “Conversei longamente com ele. Se emocionou várias vezes, chegou a chorar. Contando que está longe da mulher há mais de um ano. Depressivo, com taquicardia”, relata.

O diálogo foi travado na noite de sábado, antes de Pinto seguir viagem até Brasília. Do ministro Eduardo Saboia, Paulo Duarte ouviu que o senador estava confinado em um quarto minúsculo.

Pinto, acusado de diversos crimes de corrupção na Bolívia, refugiou-se na embaixada brasileira em La Paz em 28 de maio de 2012. Sem citar nomes, Duarte conta que foi solicitado para descobrir se o senador estava em algum hospital da cidade. “Não vou entrar na questão diplomática, foi uma ajuda humanitária”, salienta o prefeito.

O senador é acusado de diversos crimes de corrupção na Bolívia. Em junho, o político foi condenado a um ano de prisão por um tribunal boliviano, que o declarou culpado de danos econômicos ao Estado, calculados em cerca de US$ 1,7 milhão.

A fuga dele para o Brasil derrubou o ministro das Relações Exteriores, Antonio Patriota, e abriu uma crise diplomática. Oficialmente, o senador de oposição só poderia deixar a embaixada mediante salvo-conduto expedido pelo governo boliviano.

Fuga de senador boliviano derruba ministro brasileiro
A crise política desencadeada pela chegada do senador boliviano Roger Pinto Molina, 53 anos, ao país derrubou o ministro das Relações Exteriores Anto...
Senador boliviano chegou à Corumbá de carro com ajuda de diplomata
O senador boliviano Roger Pinto, 53 anos, considerado “criminoso” na Bolívia, chegou ao Brasil após uma viagem de 21h e meia de carro, e a primeira c...
Senador boliviano investigado pelo Itamaraty chegou ao País por Corumbá
Investigado pelo Itamaraty e considerado “criminoso” pelo governo da Bolívia, o senador boliviano Roger Pinto, 53 anos, chegou ao Brasil por Corumbá....


Todos os dias, a Policia prende traficantes trazendo cocaina da Bolivia, jovens brasileiros estragam suas vidas e destroem a familia, consumindo droga oriunda da Bolivia, e eles vem encher o saco por causa um "ze ninguem".
 
JOÃO DE PAULA em 27/08/2013 17:04:58
se o Brasil já tinha dado exilio para o senador boliviano e o governo daquele pais ainda queria mante-lo detido , o que o ministro das relações exteriores fez de errado ? não entendi porque foi demitido, quantos brasileiros são detidos processados, impedidos de circular por determinados paises , tudo por preconceito, e nunca se ouviu falar que alguém tenha sido demitido, e o que dizer de um avião da força aérea que foi todo revistado em uma visita oficial do governo brasileiro naquele pais , e o presidente EVO morales disse que foi um mal entendido ,e não despediu ninguém, não devemos nada para a Bolivia , a presidente deveria estar mais preocupada com a quantidade de cocaina que vem de lá do que com o senador jurado de morte pelo governo boliviano.
 
teo saad em 27/08/2013 14:05:35
Não bastasse os políticos corruptos que temos aqui.. o Brasil ainda "importa" os da Bolívia?
esse é o Brasil..zil..zil...
 
Ana Cristina em 27/08/2013 13:19:06
manda de volta cada um com seus problemas ja temos os nossos aqui
 
CLAUDINEI BRAZ DE LIMA em 27/08/2013 12:11:04
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions