A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

16/11/2010 17:07

STJ nega habeas corpus a vereador preso na Uragano

Redação

O STJ (Superior Tribunal de Justiça) negou nesta terça-feira o pedido de habeas corpus ao vereador Humberto Teixeira Junior (PDT), que foi preso durante a Operação Uragano, realizada em setembro deste ano.

Em decisão na data de hoje, a ministra relatora do processo, Laurita Vaz, indeferiu o pedido de liberdade protocolado pelo advogado do vereador afastado.

Humberto continua preso no Presídio Harry Amorim Costa. Além dele, o ex-presidente da Câmara de Vereadores, Sidlei Alves, também está preso em Dourados. O prefeito afastado Ari Artuzi está detido no Presídio Federal, em Campo Grande.

O pedido de liberdade protocolado no STJ em favor do prefeito Ari Artuzi também pode ter a mesma decisão que a tomada para o vereador Humberto Teixeira Junior. Os dois apresentaram pedido de habeas corpus, e o prefeito afastado ainda aguarda decisão.

Teixeira e Artuzi são alguns dos acusados de participar de esquema de fraudes em licitações e pagamento de propinas, denunciado pelo ex-secretário de Governo Eleandro Passaia, em gravações com o auxílio da Polícia Federal.

Em gravações divulgadas pela PF, um assessor do vereador cobra o pagamento de R$ 20 mil em propina para um servidor do Tribunal de Contas do Estado, que liberaria obras com irregularidades em Dourados.

Mais de 60 pessoas foram presas durante a Operação Uragano, que derrubou grande parte do primeiro escalão da administração de Dourados.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions