A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

10/02/2015 17:21

TCE aprova criação de comitê para analisar contas do poder público

Ricardo Campos Jr.
Waldir Neves, no centro, preside sessão do Tribunal de Contas (Foto: divulgação)Waldir Neves, no centro, preside sessão do Tribunal de Contas (Foto: divulgação)

Conselheiros do TCE (Tribunal de Contas do Estado) aprovaram, por unanimidade, durante a sessão desta terça-feira (10), a primeira do ano, projeto de resolução normativa que cria o Comitê Especial de Fiscalização dos Poderes.

O texto já teve parecer favorável do MPC (Ministério Público de Contas) e significa que órgãos como Governo do estado, TJ (Tribunal de Justiça), MPE (Ministério Público Estadual), Assembleia Legislativa, Defensoria Pública Estadual e Prefeitura Municipal de Campo Grande serão alvos de fiscalização especial.

O grupo será composto pelos sete membros da corte fiscal e coordenado pela presidência do TCE, cabendo a cada um dos conselheiros a indicação de um servidor para auxiliá-lo nas atividades.

Será feito então um minucioso exame das prestações de contas dos órgãos públicos por meio de fiscalização contábil, financeira, orçamentária, operacional e patrimonial quanto à legalidade, legitimidade, economicidade, aplicação de subvenções e renúncias de receitas. O objetivo é monitorar com mais rigor as arrecadações e despesas.

A presidência receberá, no final dos trabalhos, um relatório final de cada unidade jurisdicionada e irá designar até dois conselheiros para, juntos ou separadamente, relatarem as contas prestadas para serem então julgadas.

Conforme nota publicada no site do TCE, Waldir Neves espera haver uma importante atuação conjunta e integrada dos conselheiros dotando de mais transparência e rigor na análise das contas públicas. Ele disse que todas as medidas deverão ser discutidas com os demais conselheiros, procuradores de conta de auditores.

Presidente Michel Temer deve ter alta na manhã desta sexta-feira
O presidente Michel Temer deverá ter alta hospitalar na manhã desta sexta-feira (15), informou o médico Roberto Kalil Filho, que coordena os cuidados...
Interrogatório de Lula na Operação Zelotes é marcado para fevereiro de 2018
A Justiça Federal em Brasília marcou para o dia 20 de fevereiro de 2018 os interrogatórios do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e de seu filho ...
Senado aprova desconto de dívidas de produtores rurais e texto segue para sanção
O Senado concluiu a votação, nesta quinta-feira (14), do projeto que permite a renegociação das dívidas de produtores rurais, estabelecendo descontos...


E quem fiscaliza o TCE? Não atendem sequer aos questionamentos do MPE. Quantos são os terceirizados na sua Corte exercendo as atribuições de Auditor sr. Presidente? O MPE está aguardando esta resposta. E a sociedade também.
 
Annalice em 10/02/2015 22:10:19
Para garantir a correta aplicação dos recursos públicos, comece nomeando todos os Auditores Estaduais de Controle Externo aprovados no concurso de 2013, e demitindo os terceirizados, senhor Presidente!
 
Telma em 10/02/2015 21:52:57
Para garantir a correta aplicação dos recursos públicos, comece nomeando todos os Auditores Estaduais de Controle Externo aprovados no concurso de 2013, e demitindo os terceirizados, senhor Presidente!
 
Telma em 10/02/2015 21:51:23
Essa M com m maiúsculo do TCE aqui no MS nunca fez nada e agora quer dizer que vai fazer... Como diria o filósofo mirim dos anos 80 sobre o presunto perdigão:

"-Uhm, tá querendo me enganar é ???"
 
Janae_Pereira em 10/02/2015 17:41:05
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions