A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

08/12/2015 15:58

TCE assegura valorização de servidores e conclui Plano de Cargos e Carreira

Michel Faustino
O presidente do TCE, conselheiro Waldir Neves ressaltou que novo Plano de Cargos e Carreira assegura a valorização do servidor. (Foto: Roberto Araújo/Arquivo)O presidente do TCE, conselheiro Waldir Neves ressaltou que novo Plano de Cargos e Carreira assegura a valorização do servidor. (Foto: Roberto Araújo/Arquivo)

O TCE-MS (Tribunal e Contas de Mato Grosso do Sul) concluiu estudo visando à implantação de um novo PCCR (Plano de Cargos, Carreira e Remuneração), que será encaminhado para aprecisação final dos conselheiros em sessão do Pleno, prevista para essa semana. O novo plano de Cargos e Salários completa a série de medidas adotadas pela atual gestão para garantir mais transparência, celeridade e agilidade nas ações do TCE-MS e valorização dos servidores.

O presidente do TCE-MS, conselheiro Waldir Neves explica que, com o novo PCCR, a atual gestão cria instrumentos para o exercício da meritocracia na administração de pessoal; implantação de novos critérios para a progressão funcional e aperfeiçoamento no sistema de gratificação e contempla reivindicação dos assistentes administrativos no sentido em aproximar a remuneração destes servidores à dos técnicos de controle externo.

“Com o novo plano queremos consolidar a valorização salarial e a progressão funcional dos servidores não apenas com base no tempo de serviço, mas principalmente pelo mérito e produtividade”, explica o presidente.

Conforme o conselheiro, com os novos critérios será possível ao servidor do TCE-MS alcançar o final de carreira com 22 anos de efetivo exercício no cargo e não mais com 28 anos como acontece hoje, uma medida moderna e justa e que atenderá aos servidores do TCE em geral.

Outros pontos que serão contemplados no estudo são as gratificações por especialização e por instrutoria, visando o reconhecimento dos servidores que tenham pós-graduação, mestrado ou doutorado e também aqueles que atuam como instrutores na Escola Superior de Controle Externo (Escoex) do TCE-MS.

Mudanças e investimentos - Em 2015 a nova Gestão regularizou o quadro de servidores, estabeleceu acordo com o ministério público, aparelhou a ouvidoria e ajustou seu próprio orçamento gerando economia de quase R$ 13 milhões. Foram implantadas novas ferramentas digitais, como a busca de processos e a emissão de certidões negativas online, proporcionando economia de tempo, recursos e papel.

O Tribunal também investiu na capacitação de quase 1.200 servidores de municípios do interior e apurou o desempenho do serviço público na educação e saúde e está pronto para aferir índices nas áreas de meio ambiente e previdência para que o dinheiro público seja investido de maneira a beneficiar todos os sul-mato-grossenses.

TCE-MS regulariza quadro de pessoal em cumprimento a acordo firmado com MPE
O TCE-MS (Tribunal de Contas do Estado do Mato Grosso do Sul), conclui ainda neste mês mais uma etapa do TAC (Termo de Ajustamento de Conduta) firmad...
Assembleia vota prorrogação de adesão a fundo que regula incentivos fiscais
A prorrogação até 30 de dezembro do prazo para que empresas beneficiadas com incentivos fiscais concedidos pelo governo do Estado se inscrevam no Fad...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions