A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 22 de Agosto de 2017

07/11/2014 19:37

Técnica de ministério pode ser novidade no secretariado de Reinaldo

Edivaldo Bitencourt e Ludyney Moura

O governador eleito Reinaldo Azambuja (PSDB) vai fazer o anúncio oficial só em dezembro, mas o secretariado já começa a ser definido. O Campo Grande News apurou que uma das principais novidades pode ser a indicação de Maria do Carmo Avesani, atual diretora do Departamento de Produção Habitacional do Ministério das Cidades, para comandar a Secretaria Estadual de Habitação.

A nova administração também poderá contar com o ex-prefeito de Jardim, presidente regional do PSDB, deputado estadual e deputado federal eleito Márcio Monteiro, cotado para assumir a Secretaria Estadual de Fazenda. Outros dois nomes são considerados certos: da vice-governadora Rose Modesto e do presidente da Famasul (Federação de Agricultura e Pecuária de Mato Grosso do Sul), Eduardo Riedel.

Riedel deve assumir o comando da Casa Civil. Inicialmente, logo após ser convidado por Reinaldo ontem em reunião na Famasul, cogitou-se que ele assumiria o comando da Secretaria Estadual de Agricultura, que será criada com o desmembramento da Seprotur (Secretaria Estadual da Produção), que congrega todos os setores produtivos, do agronegócio até a indústria.

Monteiro pode assumir a Secretaria de Fazenda. O cargo é estratégico e de confiança do governador. Rose Modesto, que chegou a ser cogitada para comandar a Educação, deverá ficar com a Setas (Secretaria Estadual do Trabalho e Assistência Social). A pasta é a responsável pelos programas sociais, como Vale Renda, que contempla 60 mil famílias carentes, e o Vale Universidade, que beneficia cerca de 1,4 mil universitários.

O coordenador geral da campanha, o engenheiro Edinei Marcelo Miglioli é cotado para assumir a Secretaria Estadual de Obras. A pasta é outro carro-chefe da administração estadual e deverá ficar sob o comando do PSDB.

Maria do Carmo, apesar de integrar a administração de Dilma Rousseff (PT), deve ser convidada nas próximas horas para assumir a Secretaria Estadual de Habitação. Técnica, ela conhece os caminhos para obter recursos para a construção de casas populares e para dar prosseguimento ao Programa Minha Casa, Minha Vida no Estado.

Atualmente, o setor tem um déficit de 70 mil moradias e um nome com um bom canal em Brasília é considerado estratégico para reduzir o déficit habitacional sul-mato-grossense.

O ex-prefeito de Paranhos, Dirceu Betoni (PSDB), é cotado para assumir o comando da Fundesporte (Fundação Estadual de Desportos). Ele disputa a indicação com o coronel Júlio Komyiama, que já foi presidente da pasta. Contra ele, no entanto, tem o fato de ser ligado ao deputado Londres Machado, candidato derrotado a vice-governador na chapa de Delcidio do Amaral (PT).

No entanto, Reinaldo também poderá contar com um deputado federal da coligação do PMDB no primeiro escalão para abrir vaga para o primeiro suplente na coligação, o deputado federal Fábio Trad. Estão cotados Tereza Cristina Corrêa da Costa, que voltaria a comandar a Seprotur na área da indústria, ou Geraldo Resende, que pode voltar a comandar a Secretaria Estadual de Saúde, de olho na eleição de 2016 para a Prefeitura de Dourados. 




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions