ACOMPANHE-NOS    
OUTUBRO, QUARTA  28    CAMPO GRANDE 20º

Política

TJ cassa liminar que empossa Bernal e mantém Olarte no cargo

Por Edivaldo Bitencourt e Alan Diógenes | 16/05/2014 00:15
Bernal nem chega  a esquentar cadeira de prefeito. (Foto: Cleber Gellio)
Bernal nem chega a esquentar cadeira de prefeito. (Foto: Cleber Gellio)

O Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul acaba de cassar a liminar do juiz da 2ª Vara de Direitos Difusos, Coletivos e Individuais Homogêneos, David de Oliveira Gomes Filho, que determinou a posse imediata de Alcides Bernal (PP) no cargo de prefeito da Capital. Com a decisão, o vice-prefeito, Gilmar Olarte (PP) volta a assumir o cargo da Prefeitura de Campo Grande nesta sexta-feira (16).

A liminar foi cassada pelo desembargador de plantão, Vladimir Abreu da Silva, que acatou pedido da assessoria jurídica da Câmara Municipal de Campo Grande. O despacho ocorreu à zero hora de hoje.

Com a decisão, Bernal ficou apenas oito horas no cargo de prefeito. Ele não conseguiu esquentar a cadeira, apesar dos ex-secretários terem assumido o comando das pastas e até humilhado os comissionados nomeados por Olarte.

Logo após tomar conhecimento da decisão do juiz às 16h de hoje, Bernal e ex-assessores foram ao Fórum da Capital e depois seguiram para a Prefeitura. Eles invadiram o prédio e até humilharam os funcionários, fizeram a revistas nas bolsas de servidores e até proibiram os atuais ocupantes de cargos comissionados de retirar os seus objetos. Bernal comemorou a decisão da Justiça.

Logo após chegar na prefeitura, Bernal sentou na cadeira de prefeito e ficou cerca de duas horas. Ele ficou de conceder entrevista coletiva nesta sexta-feira para anunciar o novo secretariado. No entanto, ontem mesmo, ele determinou aos ex-secretários para ocupar as secretarias, apesar de ainda não terem sido nomeados.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário