A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 19 de Outubro de 2019

21/09/2019 12:10

TV requenta tema alvo de sindicância contra promotor, afirma Reinaldo

Governador se manifestou neste sábado sobre matéria que vai ao ar amanhã (22) no Fantástico

Marta Ferreira e Leonardo Rocha
O governador Reinaldo Azambuja falou sobre matéria que o Fantástico leva ao ar neste domingo, (Foto: Kísie Ainoã)O governador Reinaldo Azambuja falou sobre matéria que o Fantástico leva ao ar neste domingo, (Foto: Kísie Ainoã)

O governador de Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja (PSDB), manifestou-se neste sábado (21) sobre material que irá ao ar no programa Fantástico, da TV Globo, deste domingo (22), citando o filho dele, Rodrigo Souza e Silva, como envolvido em denúncia sobre esquema de propina de frigoríficos. “É uma matéria requentada, que remete, lá atrás, àquela própria matéria que saiu sobre a minha pessoa, agora querendo atingir o meu filho. É algo absurdo, não existe aquilo ali”, declarou o governador, durante evento de assinatura de contrato com a Caixa para investimento em saneamento em 16 cidades do Estado, em Campo Grande.

“Todo mundo sabe que existe uma demanda judicial entre o meu filho e o promotor de Justiça [Marcos Alex Vera de Oliveira]. Foi aberto no Conselho Nacional do Ministério Público uma sindicância para apurar todos esses fatos que estão sendo elencados na matéria”, continuou. “Lá atrás, o Superior Tribunal de Justiça, na época em quiseram me atingir, arquivou esse assunto por 11 a 0. Isso foi arquivado e agora estão requentando de novo esse assunto com o objetivo de atingir o Rodrigo. Atingindo o Rodrigo, lógico, atinge o pai”, afirmou.

"Sensacionalismo" - “O Rodrigo não participou em momento algum desse assunto que estão dizendo de possibilidade de queima de arquivo, é um bom filho é um bom pai, um bom esposo, honesto e a justiça prova isso”, disse o governador. De acordo com a fala de Azambuja, “alguns órgãos querem fazer “o sensacionalismo”, relembrando o posicionamento do STJ. “Infelizmente, pós-arquivamento eles não deram nem uma linha para dizer que o processo foi arquivado. Agora requentam o assunto, com o objetivo de atingir um filho”, comentou.

Segundo Reinaldo lembrou, na época da operação Vostok, em período de campanha eleitoral, sua declaração foi de “qualquer filho defende um pai, qualquer pai defende um filho, até se ele estiver errado”. Porém, assegurou: “eu posso dizer para vocês, o Rodrigo não tem culpa nenhuma, está sendo vítima de uma armação, mais uma vez, e eu tenho certeza, confiando na Justiça, a Justiça mais uma vez vai prevalecer”.

Indagado se acredita em perseguição contra ele e o filho, Reinaldo novamente lembrou seus argumentos à época da Operação Vostok. “Quando você está na atividade da política, você têm pessoas que muitas vezes querem crucificar a atividade, eu sempre digo que a política é uma atividade nobre, a meu ver, quando ela é exercida com responsabilidade, com transparência e com decência. O que pautou meus mais de 20 anos na vida pública são esses predicados que estou dizendo. Eu posso dizer por mim, quem buscar aquela matéria à época vai ver o que eu falei: é um bando de picareta fraudador do fisco que não queria pagar imposto”.

“Falaram que tinha discussão de propina”, mas a justiça fez apuração e arquivou o tema, lembrou. “Agora, de novo, requentaram o mesmo assunto com o Rodrigo, querendo atingir, porque foi aberta a possibilidade de investigação. Quem é investigado não é culpado, quem julga a pessoa é a justiça”.

Reinaldo disse que, da mesma forma como ocorreu no ano passado, espera mais um arquivamento. “Aí eu só gostaria que o próprio veículo voltasse a esclarecer a verdade. Infelizmente quando há o arquivamento, como ocorreu no meu caso, nenhuma linha foi dada pelo veículo, mas a gente respeita e acho que o importante é confiar sempre na Justiça”, pontuou.

Sobre como vai se comportar diante do material que a TV Globo leva ao ar neste domingo, o governador declarou que qualquer cidadão, quando se sente lesado, recorre para garantir seus direitos. “Não tem como você não buscar o que são direitos de qualquer cidadão brasileiro, né? Quando você se sente lesado naquilo que muitas vezes é prerrogativa que está para qualquer cidadão, você recorre”, narrou.

Promotor investigado – Ainda falando da reportagem do Fantástico, Reinaldo comentou decisão recente do Tribunal de Justiça sobre a Operação Vostok e, ainda, a investigação envolvendo o promotor que deu início a tudo. “A juíza de primeira instancia vez análise processual e negou de pronto, propôs o arquivamento. O tribunal entendeu que deveria ser investigado. Isso volta para própria juíza, ela agora vai investigar”, relatou.

“Esse assunto é um assunto que levou a recomendação nossa contra o promotor de justiça, se você olhar lá no CNMP foi aberta uma sindicância. Então o MP, o conselho, que é a instancia superior, está investigando a conduta do promotor, porque ela é feita com vários vícios. Se você olhar a questão processual você vai ver claramente os vícios que houve no processo que demandaram”, assinalou.

De acordo com o governador, a investigação precisa ser feita, para que tudo fique claro. “É bom que investigue. Acho que quando você tem uma suspeita de qualquer pessoa, que investigue, que apure, que condene, ou que inocente. Eu não tenho dúvida que o Rodrigo é inocente, isso vai ser provado na justiça”, declarou.

“Agora o mais importante, é a essa investigação do CNMP, o promotor está sob investigação e agora foi aberto sindicância, em que vão ser chamadas todas as pessoas que estão no processo, Nesse momento, acho que é o momento oportuno de a gente restabelecer a verdade e ver que estão fazendo sensacionalismo, querendo atingir a honra de pessoas honestas”, observou.

Por fim, o governador disse novamente confiar na Justiça e num novo arquivamento para as denúncias, segundo ele infundadas. “Quando me acusaram lá atrás e fizeram o mesmo sensacionalismo de agora, eu disse que era uma mentira e que era um bando de picaretas e que isso ia ser arquivado. Em outubro do ano passado, o STJ arquivou por 11 a zero. Eu não tenho dúvida de a justiça vai prevalecer e a verdade vai transparecer para todo o Mato Grosso do Sul”, concluiu.

Veja vídeo em que o governador comenta sobre a matéria. 

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions