A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 17 de Dezembro de 2018

25/03/2010 07:37

Valter pede suspensão de ponto eletrônico no Senado

Redação

Vinte e sete senadores pediram nesta quarta-feira ao comando do Senado para liberar servidores dos seus gabinetes de bater ponto diariamente, segundo mostra boletim administrativo da casa. Na lista, está o senador sul-mato-grossense Valter Pereira (PMDB).

Em ofício à administração, ele pediu a liberação de 27 dos seus 35 funcionários. O Campo Grande News tentou entrar em contato com o senador, mas Valter não atendeu ao celular e não foi encontrado no gabinete. A assessoria ficou de entrar em contato com o parlamentar.

O ponto eletrônico substitui a forma convencional de registro de presença no Senado, antes feita pelos chefes de gabinete. A medida foi adotada por conta de irregularidades denunciadas em 2009, como funcionários fantasmas e descumprimento de horários de trabalho.

O ponto obriga os servidores a registrar todos os dias presença às 8h30 e às 18h30 para não haver cortes nos salários.

Diante de reclamações dos parlamentares, foi autorizada a flexibilização de horários, permitindo que os servidores registrem o ponto em horários não-fixos, desde que estejam entre às 7h e às 22 horas.

Pela regra adotada este ano, o pagamento de horas extras também só é feito se o servidor estiver na Casa para registrar a presença no computador depois das 18h. (Com informações da Folha On Line)

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions