A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

03/12/2010 19:06

Vereador propõe reduzir duodécimo da Câmara em R$ 2 mi

Paulo Fernandes
Elias Ishy quer que dinheiro vá para Saúde, operação tapa-buraco, Cultura, Meio Ambiente e Assistência Social. (foto: divulgação)Elias Ishy quer que dinheiro vá para Saúde, operação tapa-buraco, Cultura, Meio Ambiente e Assistência Social. (foto: divulgação)

O vereador Elias Ishy (PT), que presidiu a Comissão Processante contra o então prefeito Ari Artuzi, apresentou uma proposta inusitada: reduzir em R$ 2,15 milhões o duodécimo da Câmara Municipal, para que possam ser investidos nas áreas de Saúde e Infra-estrutura (para tapar buracos no asfalto).

A proposta foi reprovada em primeira votação com sete votos contrários e cinco a favor, mas Ishy acredita que na segunda votação, prevista para acontecer a próxima sessão, o resultado poderá ser revertido.

Ishy propõe que o dinheiro seja repartido da seguinte maneira: R$ 800 mil na Saúde, R$ 650 mil na operação tapa-buracos, R$ 200 mil na Cultura, R$ 200 mil no Meio Ambiente e R$ 300 mil na Assistência Social.

Para ele, os gastos da Câmara “são exorbitantes” e podem ser readequados. Além disso, segundo ele, o montante poderá “ser revertido em obras e serviços que beneficiam a população”.

O Orçamento da Câmara de Dourados saltou de R$ 4,8 milhões, em 2003, para R$ 12,9 milhões, em 2009, e R$ 11,3 milhões, neste ano.

Para 2.011, a previsão é de R$ 13.048.823,00. “Retirando R$ 2,15 milhões ainda restariam quase 11 milhões, valor mais que suficientes para pagar todas as despesas do legislativo e, tenho certeza, de que se for bem administrado ainda vai sobrar muito dinheiro para devolver ao Poder Executivo” disse Ishy ao site da Câmara.

Ele lembra ainda que “a Justiça Eleitoral diminuiu o número de vereadores de 17 para 12 e não diminuiu o repasse”.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions