A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

19/11/2015 11:17

Vereadores anunciam boicote até Bernal pagar direitos de comissionados

Edivaldo Bitencourt e Antonio Marques
Presidente da Câmara cobrou pagamento de comissionados e resposta aos requerimentos (Foto: Antonio Marques)Presidente da Câmara cobrou pagamento de comissionados e resposta aos requerimentos (Foto: Antonio Marques)

Os vereadores prometem boicotar todos os projetos de interesse do prefeito da Capital, Alcides Bernal (PP) até ele regularizar o pagamento das rescisões dos comissionados da gestão de Gilmar Olarte (PP). Os servidores foram demitidos em 27 de agosto, mas não receberam os direitos trabalhistas, como férias e 13º proporcionais.

Na sessão desta quinta-feira (19), o ex-gestor de patrimônio da Secretaria Municipal de Saúde, Valdenir Maia, ocupou a tribuna e pediu o apoio dos vereadores. Ele rebateu a acusação do atual prefeito, que acusa o grupo de ser “fantasma”. “Trabalhei todo o período na secretaria e não tenho nada de fantasma”, rebateu o funcionário.

“Jamais fui comissionado do Olarte, fui comissionado da prefeitura”, garantiu Valdenir, que falou em nome de um grupo de 50 ex-servidores que estavam no plenário.

O vereador Paulo Siufi (PMDB) cobrou uma postura dos vereadores. “Não pode ficar assim, esse Jesus do mal”, afirmou o peemedebista, numa crítica veemente ao prefeito. Vanderlei Cabeludo (PMDB) também se solidarizou com os ex-comissionados.

Até Marcos Alex (PT), que já foi líder de Bernal no legislativo, criticou a demora em pagar os direitos dos trabalhadores. “E deve ser pago com correção”, enfatizou o petista.

O presidente da Câmara Municipal, Flavio César (PTdoB), anunciou que os vereadores não vão votar, a partir de hoje, nenhum projeto de interesse do Poder Executivo até Bernal apresentar uma solução para os comissionados. Ele também cobrou a resposta para os requerimentos, que não foram respondidos pelo prefeito.

Como Bernal não tem líder na Câmara, Flavio se dirigiu ao vereador Cazuza (PP) para levar o recado para Bernal. “Pode falar, que não vamos votar nada”, frisou.

A vereadora Luiza Ribeiro (PPS) anunciou que os comissionados vão receber os direitos a partir deste mês e o pagamento será parcelado até o fim do próximo mês.

Bernal também ligou para os vereadores e marcou uma reunião com a comissão do grupo de comissionados demitidos para discutir o pagamento. A reunião será amanhã, a partir das 9h. A Prefeitura de Campo Grande estima que são cerca de mil comissionados demitidos da gestão de Olarte.



A câmara municipal de Campo Grande, tem vida própria, não representa hoje de forma alguma a vontade do povo. Nossos nobres vereadores que digamos assim 95% deles são incapazes de discernir o que é bom ou ruim para nossa cidade, esses que ai estão são sérios candidatos a serem esquecidos e desprezados nas próximas eleições, na sua maioria acham que são Deus e detentores de patentes eternas que nunca vão acabar. Caríssimos vereadores o povo esta acordado, ao contrario do que voces pensam o mandato de voces esta próximo do fim, aproveitem cada momento que restam a voces pois Campo Grande MS ta acordada e ciente de tudo o que esta acontecendo.
 
HPB em 19/11/2015 12:48:51
Parabéns aos nobres vereadores de Campo Grande!!!!
No início do ano, quando o Olarte nos surrupiou parte dos nossos salários, ja ganhos, de forma honesta, tirando-nos retroativamente produtividades e gratificações, que faziam com que os salários dos médicos de Campo Grande fossem aceitáveis, culminando com a greve da categoria. Em momento algum, vi mobilização da Câmara Municipal para que tais devaneios fossem contidos. Agora, como por milagre, se juntam para defender 50 comissionados... Mais uma vez: PARABÉNS!!! Nós, funcionários de carreira, que somos a força que move essa prefeitura, nos lembraremos e faremos com que a população (eleitores) jamais esqueçam de cada componente dessa casa de leis e seus atos...
 
Paulo de Tarso Stein Ribeiro em 19/11/2015 12:11:36
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions